Tamanho do texto

Como a criança teria poucas chances de sobrevivência, operação foi feita no quarto mês de gravidez

Ecografia que mostra o tumor no lábio do bebê: Leyna está bem e vai fazer 2 anos em outubro
Reprodução
Ecografia que mostra o tumor no lábio do bebê: Leyna está bem e vai fazer 2 anos em outubro

Médicos do hospital americano Jackson Memorial, em Miami, conseguiram remover um tumor raro da boca de um feto dentro do útero da mãe, no que anunciaram como a primeira cirurgia do tipo realizada no mundo.

A cirurgia foi realizada em 2010, mas só foi divulgada nesta semana.

Siga o iG Saúde no Twitter

A menina Leyna Gonzalez nasceu em outubro daquele ano, cinco meses depois da operação que salvou sua vida. Sua mãe, Tammy Gonzalez, conta que em um exame realizado às 17 semanas de gravidez viu uma "bolha" saindo da boca do feto.

Leia:  Para salvar seu bebê, brasileira também enfrentou cirurgia intrauterina

A mãe ouviu dos médicos que se tratava de um teratoma oral, um tumor raro, e que sua filha teria poucas chances de sobrevivência. Segundo os médicos do Jackson Memorial, esse tipo de tumor é tão raro que foi diagnosticado no hospital somente uma vez nos últimos 20 anos.

Operação

A cirurgiaa durou apenas pouco mais de uma hora, e o tumor foi retirado com laser. A mãe recebeu anestesia local, enquanto uma agulha era introduzida no saco amniótico, que envolve o feto. Tammy disse que os médicos foram "salvadores".

"Quando eles finalmente cortaram a coisa toda, e eu vi aquilo flutuando, foi como se esse enorme peso fosse tirado das minhas costas, e eu pude finalmente ver o seu rosto", lembra a mãe. A única marca da cirurgia é uma pequena cicatriz no lábio da menina.

Leia mais notícias de saúde

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.