Tamanho do texto

Um novo estudo relata que o consumo regular e moderado de cerveja, vinho ou licor pode reduzir o risco de a mulher ter artrite reumatoide

NYT

Os pesquisadores coletaram dados de dois registros nacionais de saúde da Suécia relacionados a 34.141 mulheres nascidas entre 1914 e 1948. Eles reuniram informações sobre o consumo de álcool nos anos 1987 e 1997, e depois acompanharam a saúde das mulheres durante 7 anos, de 2003 a 2009.

Vinho: consumo moderado de álcool protegeu suecas da artrite reumatoide
Getty Images
Vinho: consumo moderado de álcool protegeu suecas da artrite reumatoide

Leia mais sobre artrite reumatoide na Enciclopédia da Saúde

Durante o período de acompanhamento, os pesquisadores documentaram 197 casos de artrite reumatoide.

Após levar em conta diversos fatores, eles descobriram que o risco de desenvolver a doença era 52% menor nas mulheres que relataram beber mais de três copos de cerveja, vinho ou licor por semana (aproximadamente 15 mililitros de etanol). O tipo de bebida ingerida não alterava o risco.

O estudo foi publicado no periódico BMJ. Os autores reconheceram que não tinham informações sobre o histórico familiar de artrite reumatoide e que relatos do próprio paciente sobre o consumo de álcool nem sempre são precisos.

A principal autora do estudo e estudante de doutorado do Instituto Karolinska, em Estocolmo, Daniela Di Giuseppe, alertou quanto ao perigo de conclusões gerais demais sobre o estudo.

"Não sabemos o que ocorre quando as doses de álcool são mais altas", afirmou. "Além disso, este é apenas um estudo mostrando o que ocorre com as mulheres suecas. Por isso, não quero dar conselhos em relação ao consumo de álcool."

Leia mais notícias de saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.