Tamanho do texto

Conheça outros motivos de saúde que podem responder à eterna pergunta: Por que não consigo engravidar?

À espera do bebê: estresse e peso podem interferir na fertilidade do casal
Getty Images
À espera do bebê: estresse e peso podem interferir na fertilidade do casal

Se depois de um ano de tentativas frequentes a barriguinha ainda não apareceu, é bom começar a investigar o que está dificultando ou impedindo a realização do desejo de ser mãe. Conheça oito causas que podem estar dificultando a vinda do bebê:

Peso muito baixo

Não que as magrinhas não possam engravidar, mas mulheres com o peso muito abaixo do saudável podem estar comprometendo a própria ovulação. “Não engravida como também não menstrua”, afirma o ginecologista e obstetra Newton Eduardo Busso, da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp).

Esses casos, no entanto, são mais comuns entre bailarinas ou maratonistas: o corpo deixa de ovular porque a mulher muito magra não tem condições de gestar um filho, explica o ginecologista e obstetra Fúlvio Basso Filho. Uma rata de academia que não se alimenta bem, portanto, deve tomar cuidado. E não deixar que o índice de massa corporal fique muito abaixo do padrão saudável.  Leia mais: Exercícios em excesso podem atrasar a gravidez

Peso muito acima do saudável

Uma mulher que quer engravidar deve estar em dia com a saúde e, também, com a alimentação. De acordo com a obstetra Sandra Maria Alexandre, do Departamento de Obstetrícia da Unifesp, a obesidade – um problema de saúde pública – pode dificultar a chegada do bebê por fatores femininos e masculinos: a gordura em excesso prejudica a produção de espermatozoides e o funcionamento normal dos ovários.  Leia mais: Estilo de vida pesa sobre fertilidade

Síndrome do Ovário Policístico (SOP)

Esse problema é causado por um desequilíbrio nos hormônios sexuais femininos. De acordo com o ginecologista Gustavo Kröger, da Clínica Genics de Reprodução Humana, os principais sintomas são o ciclo menstrual irregular – ocasionado por alterações na ovulação –, aumento nos pelos corporais (por conta do excesso de hormônios masculinos) e ganho de peso. É importante ressaltar que ter um ou outro cisto é algo bem diferente de ter a síndrome, esclarece o especialista. O tratamento da SOP depende da gravidade do problema e é feito de forma individual.  Leia mais sobre a Síndrome do Ovário Policístico

Endometriose

Uma das principais causas da infertilidade feminina, a endometriose é o crescimento do tecido que reveste a parede interna do útero fora dele – nas trompas, na cavidade abdominal e nos intestinos. Quando a doença obstrui as trompas, impede o encontro do óvulo com o espermatozoide. A obstetra Sandra Maria Alexandre explica que o tratamento da endometriose dependerá da gravidade do quadro (pode ser necessário cirurgia). Em casos mais leves, de acordo com a especialista, medicamentos podem funcionar.  Veja no infográfico o que é e como ocorre a endometriose

Infecções pélvicas prévias

Para Gustavo Kröger, infecções pélvicas prévias e não tratadas corretamente podem trazer dificuldades para engravidar. A clamídia, por exemplo, pode causar infecção nas trompas e impedir a fecundação. E o pior: a clamídia é uma doença silenciosa, ou seja, muitas mulheres podem ter sido contaminadas e não sabem. Vale ficar alerta e manter as visitas ao ginecologista em dia.  Leia mais sobre a infecção por clamídia

Estresse

Vida agitada, ritmo exagerado de trabalho e noites de sono comprometidas também podem dificultar a ovulação e comprometer a qualidade do espermatozoide, afirma Sandra Maria Alexandre. E tem mais: levando uma vida agitada demais, como o casal terá uma frequência adequada de relações sexuais? Para a especialista, o ideal para quem quer engravidar é fazer sexo de três a quatro vezes por semana – isso aumenta as chances de incidência com os períodos férteis da mulher.  Leia também: Fatores psicológicos interferem na fertilidade

Idade

O ginecologista Newton Eduardo Busso é taxativo: quanto mais avançada a idade, mais difícil será engravidar. “Depois dos 35, 40 anos, a ovulação começa a ficar mais escassa”, comenta Sandra Maria Alexandre. Quem espera demais, corre o risco de necessitar de fertilização in vitro para ter um filho.  Relógio biológico da gravidez: as chances de engravidar em cada fase da vida da mulher

Varicocele

Atenção mulheres: essa causa é masculina e está entre os fatores mais comuns de infertilidade no casal. A varicocele (varizes na região da bolsa escrotal) altera a produção de espermatozoides. Diagnosticá-la e tratá-la é trabalho do urologista. “É possível identificar a varicocele em fase inicial, por isso é necessário criar o hábito da prevenção e ir ao médico periodicamente”, diz Sandra Maria Alexandre.

Siga lendo:  Seis dicas para quem quer engravidar ainda este ano

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.