Tamanho do texto

Sarah Thomson, 32 anos, teve um coágulo no cérebro, responsável por ter apagado 13 anos de suas memórias

BBC

Após AVC, Sarah Thompson mal se recorda do marido e dos filhos e pensa ser adolescente
BBC
Após AVC, Sarah Thompson mal se recorda do marido e dos filhos e pensa ser adolescente

A britânica Sarah Thomson, de 32 anos, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) em consequência de um coágulo de sangue no cérebro que apagou 13 anos de suas memórias.

Saiba o que é um AVC

O coágulo, que teria origem segundo os médicos, em uma má-formação de vasos sanguíneos, interrompeu o fluxo de sangue para uma parte cerebral, fazendo com que o local ficasse temporariamente sem oxigênio e sem nutrientes.

Quando ela recobrou a consciência, após ter sido levada a um hospital, não reconheceu seu marido e seus três filhos e estranhou o fato de seu irmão estar calvo. Ela pensou que o marido, Chris, fosse um funcionário do hospital.

''Não me lembrava de tê-lo conhecido, de ter me casado com ele''. E afirma que teve de ''se apaixonar novamente'' pelo companheiro.

''Quando as crianças vieram me ver, eu não tinha ideia de quem elas eram, pensei que fossem filhos de outra pessoa. Eu os chamava pelo nome errado, não entendia por que estavam tão felizes em me ver.''

Neurologistas explicam por que o AVC pode mudar o comportamento

Ela conta que a reação ao ver os demais integrantes de sua família também foi de estranhamento. ''Olhei para o meu irmão e disse: 'você está careca'. falei aos meus pais como eles pareciam mais velhos. Era como se tivessem envelhecido da noite para o dia.''

Estranha no espelho

Sarah afirma ainda que não foi capaz de se reconhecer ao se olhar no espelho. Ela conta que teve de assistir a vídeos e ver fotos para tentar lembrar como era a sua vida anterior. ''Mas, às vezes, parecia que eu estava vendo outra pessoa'', relata.

Sarah Thomson descreve como o marido tem sido ''incrível'' e atribui a ele sua recuperação. ''Eu tive de me apaixonar novamente. Ele me levou a todos os lugares que havíamos ido juntos para tentar despertar minha memória''.

Britânico diz que AVC fez com que ele virasse gay

Ela comenta que é estranho acordar diariamente com um "estranho" a seu lado, mas que as recordações estão voltando ao poucos. No Natal do ano passado, ela afirma que voltou a se apaixonar por ele e conta ter ficado nervosa ao se declarar para o marido, como se fosse a primeira vez.

Em cada sete casos de AVC, um acontece durante o sono

Caminhada reduz risco de AVC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.