Tamanho do texto

129 pessoas estão infectadas na China. Morte aconteceu na província central de Henan, duas semanas depois do paciente ser infectado

Reuters

Não há dados que comprovam a transmissão entre humanos do vírus H7N9
Reuters
Não há dados que comprovam a transmissão entre humanos do vírus H7N9

A China registrou mais uma morte causada pela nova cepa da gripe aviária (H7N9) nesta quinta-feira, elevando o número de mortos para 32. O número de infecções ficou em 129, segundo a agência oficial de notícias Xinhua.

Um homem de 56 anos morreu na província central de Henan, duas semanas depois que a sua infecção foi confirmada, citou a agência de um departamento de saúde local.

O homem não teve contato direto com aves, mas havia gaiolas penduradas no corredor do prédio onde morava, dizia o relatório.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse que não tem nenhuma evidência de que a nova cepa da gripe aviária, detectada pela primeira vez em pacientes na China no último março, é facilmente transmissível entre seres humanos.

Os cientistas chineses confirmaram que a cepa H7N9 tem sido transmitida aos seres humanos a partir de galinhas, mas a OMS informou que 40% das pessoas infectadas com o H7N9 parece não ter tido contato com aves.

*Por Chen Aizhu

Leia mais notícias de saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.