Tamanho do texto

O que vale para a academia, também vale para os dias de festa. Veja como manter os músculos para os quatro dias de carnaval

São quatro (para alguns cinco) dias de folia no carnaval. Para tanto, é preciso estar bem preparado para aguentar tanto ziriguidum, longas caminhadas, empurra-empurra e dancinhas que vão além dos dois dedinhos para cima. Especialistas ouvidos pelo iG indicam que até mesmo para o bloco de rua vale a pena alongar a musculatura e garantir a maior longevidade carnavalesca totalmente livre de dores nas pernas, costas e panturrilhas. A meta é chegar sublime no meio da próxima semana e evitar a cara triste de quarta-feira de cinzas.

Leia também: 
Carnaval: veja quantas calorias você vai gastar na folia
O que comer para aproveitar bem o Carnaval
Saiba cuidar dos pés no Carnaval

“Para quem vai encarar a maratona do carnaval de rua é muito importante fazer alongamento antes e depois dos blocos. A preocupação deve estar principalmente em trabalhar a parte das pernas, que serão as mais exigidas”, afirma Marcos Ayran, coordenador de ginástica em São Paulo. A indicação é alongar panturrilhas, parte anterior e posterior das coxas e também aliviar a lombar. “O salto alto empina o bumbum, mas também imprime força na lombar”, explica.

Ayran afirma que o alongamento tem a função de garantir a folia ao prevenir a lesão muscular. Após os blocos, independente do grau de cansaço e do nível alcoólico, é também imperioso o carnavalesco se alongar. Caso contrário, não vai retirar a sobrecarga da musculatura.

“É importante que o alongamento seja trabalhado no limite de cada pessoa. Se não tem flexibilidade para encostar a mão na ponta do pé, pode encostar na canela”, disse. O ideal é ficar mais de 20 segundos em cada posição. 

Para quem não tem paciência de seguir a série de posições de alongamento, uma opção é aquecer a musculatura andando rapidamente em volta do quarteirão antes do bloco. Só não vale mudar o rumo e pegar um bloco no meio do caminho, tá?

“O aquecimento muscular pode ser feito tanto no alongamento, quanto na caminhada rápida”, afirma o médico especialista em medicina esportiva e fisiologia do exercício, Benjamim Apter.

Apter lembra que a hidratação também é importante para o músculo. “Ele também é composto por água e a desidratação prejudica seu funcionamento. Se é para se sair como um profissional do samba, vale a pena também beber água durante o bloco. Para quem leva a folia ainda mais a sério, é indicado comer uma barrinha de cereal de uma em uma hora”, brinca. A alma pode ser de carnaval, mas o corpo exige cuidados. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.