Tamanho do texto

Além de necessário para que o corpo se mantenha ativo, o sono é também essencial para a formação de memórias duradouras

Segundo o pediatra Jorge Huberman, quanto mais a criança dormir, melhor para o desenvolvimento dela, seja cognitivo, neurológico e imunológico
Thinkstock/Getty Images
Segundo o pediatra Jorge Huberman, quanto mais a criança dormir, melhor para o desenvolvimento dela, seja cognitivo, neurológico e imunológico

Um estudo apresentado pela Sociedade de Neurociência Cognitiva (CNS), nos Estados Unidos, durante o simpósio de Mecanismos de consolidação de memórias durante o sono , mostrou que bebês conseguem aprender novas habilidades mais rapidamente se tirarem cochilos e que crianças na idade pré-escolar conseguem reter melhor novos conhecimentos depois de uma soneca. 

A neurocientista co-autora do estudo, Susanne Diekelmann, da Universidade de Tübingen, na Alemanha, explicou que o sono não é apenas um mecanismo fisiológico necessário para que o organismo se mantenha funcionando, mas é também essencial para a formação de memórias duradouras. Ainda segundo ela, o sono pode ajudar a criança a tirar lições de experiências que a ajudarão a lidar com mais eficiência com situações parecidas no futuro.

O estudo mostrou que os bebês que dormiram logo em seguida de aprender uma nova estrutura e regras de linguagem foram capazes de aplicar esses conhecimentos para reconhecer frases novas. Os pesquisadores conseguiram medir essa habilidade pelo tempo em que as crianças dispensaram com a cabeça virada para ouvir a versão correta e incorreta das frases.

Um bebê tem necessidade diária de 12 a 14 horas de sono. Uma criança maior já pode dormir tranquilamente de 8 a 10 horas. No entanto, o pediatra e neonatologista Jorge Huberman explica que, quanto mais uma criança dormir, melhor é. “É ótimo para o desenvolvimento imunológico, neurológico e cognitivo dela”, diz.

Segundo ele, um dos piores erros que uma mãe pode cometer com uma criança é privá-la do sono durante o dia ‘para que ela durma durante a noite’. “É a coisa mais errada que ela faz. Pelo contrário, quanto mais a criança dorme, mais ela vai estar descansada, pois o sono diminui a ansiedade e a necessidade de atividade”, alerta o pediatra.

Mesmo com evidências de que o sono é importante para o aprendizado, alguns erros – cometidos pelos pais ou cuidadores – podem atrapalhar o bom descanso de um bebê ou criança pequena. O ruído é um deles. E engana-se quem pensa que os preparativos para o sono só começa à noite. “A criança tem que começar a relaxar por volta das 16h, 17h. O problema que acontece é o pai chega do trabalho depois desse horário e quer brincar com a criança. E aí ele liga a TV, o som, acende a luz... e tudo isso agita o filho."

Algumas crianças, no entanto, brigam com o sono e se recusam a dormir. “É importante então dar o banho, apagar as luzes, colocar uma música calma, assim a criança vai relaxar e dormir bem. À noite, claro, ela vai acordar, mas é bom evitar tirá-la do berço – apenas acalmar passando a mão na cabeça", completa Huberman.

Leia mais notícias de saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.