Tamanho do texto

Médico havia tratado Sawyer, que morreu no país. Outras pessoas que tiveram contato com a vítima foram isoladas

Reuters

O ministro da saúde da Nigéria, Onyebuchi Chukwu, anunciou nesta segunda-feira (4) que a cidade de Lagos registrou o segundo caso de ebola em um médico que tratou o médico norte-americano infectado Patrick Sawyer.

Leia mais:  Chega aos EUA o avião com médico norte-americano infectado pelo ebola

Sawyer morreu em Lagos no mês passado após desembarcar de um avião vindo da Libéria. O Ebola já matou 826 pessoas na África Ocidental desde o início do surto em fevereiro, a maioria na Guiné, Libéria e Serra Leoa.

Assista: Surto do ebola mata seis de cada dez infectados; saiba mais

"Até o momento, um dos médicos que trataram o falecido senhor Sawyer testou positivo para o vírus Ebola", disse Chukwu em uma coletiva de imprensa. Das 70 pessoas que se encontravam sob monitoramento, oito foram colocadas "em quarentena em um pavilhão de isolamento fornecido pelo governo do Estado de Lagos", acrescentou o ministro.

O mais recente surto de Ebola começou em uma região remota de florestas no leste da Guiné em fevereiro. A chegada de uma das doenças mais fatais do mundo à Nigéria, maior economia e país mais populoso da África, com 170 milhões de habitantes, tem causado pânico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.