Tamanho do texto

Instituto de Ortopedia iniciará pesquisa clínica para comprovar a eficácia do produto, com durabilidade de até 20 anos

Prótese brasileira pode chegar a custar metade do preço da importada
Getty Images
Prótese brasileira pode chegar a custar metade do preço da importada

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP desenvolveu a primeira prótese de joelho com tecnologia 100% nacional.

A nova prótese foi desenvolvida durante os últimos quatro anos. Aprovada em testes de biomecânica e resistência realizados em laboratórios internacionais, já está liberada para o uso.

“Projetamos uma prótese que respeita a anatomia e biomecânica do joelho cujos testes mecânicos comprovaram uma durabilidade de até 20 anos”, diz ortopedista e responsável pelo projeto, José Ricardo Pécora.

Reflexo: Problema no joelho rende 107 mil afastamentos do trabalho por ano

Segundo o especialista, o produto “made in Brazil” tem qualidade comparável às próteses estrangeiras e será mais acessível, já que o custo é menor.

“Estimamos que, comparada com as importadas, a prótese nacional possa ter um valor de 40% a 50% mais baixo, o que pode gerar uma grande economia para o sistema nacional de saúde”, ressalta o especialista.

Pesquisa: Médicos implantam pedaço de joelho criado em laboratório

No Instituto de Ortopedia do HC, trinta pessoas serão beneficiadas inicialmente com a novidade. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já liberou o produto, projetado em parceria entre o Instituto de Ortopedia e Traumatologia do HC-FMUSP e a MDT Implantes.