Tamanho do texto

“Ativamos os protocolos adequados ao controle de doenças e mantivemos o doente isolado”, disse a porta-voz do hospital

Um homem com sintomas semelhantes aos provocados pelo vírus ebola, e que viajou recentemente para a Nigéria, foi hospitalizado hoje (3) na capital norte-americana, Washington.

Laboratórios GSK e NewLink aceleram produção de vacina para Ebola

EUA prometem protocolo de isolamento rigorosos para limitar riscos do ebola

“Confirmamos que foi admitido um paciente no Hospital Universitário Howard, em estado estável, na sequência de uma viagem à Nigéria, e que apresenta sintomas compatíveis com os do ebola”, disse a porta-voz do hospital, Kerry-Ann Hamilton.

“Por cautela, ativamos os protocolos adequados ao controle de doenças e mantivemos o doente em isolamento”, revelou, sem fornecer mais detalhes.

Os sintomas da febre hemorrágica, que assola vários países da África Ocidental, incluem dores, vômitos, diarreia e contrações musculares. O período de incubação varia entre dois e 21 dias. Uma pessoa infectada pelo vírus só transmite a doença quando começa a apresentar sintomas.

Mais de 80 pessoas podem ter sido expostas a 1º paciente com ebola nos EUA

Um liberiano que chegou a Dallas no dia 20 de setembro, proveniente do seu país de origem, foi o primeiro caso diagnosticado de ebola fora da África. A doença foi identificada no dia 30 de setembro em um hospital texano.

A Nigéria é um dos cinco países afetados pelo surto de ebola desde o início do ano, e regista oito mortes. A Libéria é o país mais afetado pela epidemia, que afeta também Serra Leoa, a Guiné-Conacri e o Senegal.

A mais grave epidemia, desde que o vírus foi identificado, em 1976, provocou até agora 3.300 mortos, em um total de mais de 7.100 casos registrados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.