Tamanho do texto

Centro de Controle e Prevenção de Doenças identificou nove pessoas que tiveram contato com o paciente de Dallas, outros 40 estão sendo monitorados; nenhum apresentou sintomas

Reuters

Agente de saúde desinfeta apartmento onde Thomas Eric Duncan, cidadão da Libéria diagnosticado nos EUA com Ebola, estava hospedado
Reuters
Agente de saúde desinfeta apartmento onde Thomas Eric Duncan, cidadão da Libéria diagnosticado nos EUA com Ebola, estava hospedado

Autoridades de saúde norte-americanas realizaram interrogatórios com cerca de 100 pessoas para verificar potenciais casos de Ebola desde que o primeiro paciente com o vírus letal foi detectado no país , mas não identificou novas infecções, disse uma autoridade de saúde neste sábado.

Leia mais: 

EUA confirmam primeiro caso de ebola diagnosticado no país

Thomas Frieden, diretor do centro norte-americano de controle e prevenção de doenças, disse que a notícia sobre o paciente com Ebola em Dallas levantou alerta em hospitais de todo o país para verificar pacientes de alto risco, particularmente aqueles que recentemente viajaram ao epicentro da epidemia no oeste da África.

O centro identificou nove pessoas que tiveram contato com o paciente de Dallas e, portanto, podem ter sido expostos ao vírus, e outros 40 estão sendo monitorados por potenciais contatos. Nenhum deles apresentou sintomas.

Veja imagens do surto de ebola na África: 



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.