Tamanho do texto

Pesquisa revela associação entre os dias de atividade física e o maior consumo de bebidas alcoólicas

Um estudo envolvendo pessoas de várias idades concluiu que estamos inclinados a consumir mais álcool nos dias em que nos exercitamos.

A equipe da Northwestern University Feinberg School of Medicine, em Chicago, Estados Unidos, pretende agora fazer investigações mais detalhadas para entender melhor essa aparente relação.

Comportamento seria uma espécie de recompensa pelo esforço dispendido
AP
Comportamento seria uma espécie de recompensa pelo esforço dispendido

Veja:  A ressaca dentro do corpo

O estudo foi publicado na revista online Health Psychology , da American Psychological Association.

Os participantes foram convidados a usar seus smartphones para relatar, diariamente, suas atividades físicas e a quantidade de álcool ingerida.

"De segunda a quarta, as pessoas tendem a fechar as comportas", disse o chefe do estudo, David E. Conroy. "Mas assim que começam as atividades sociais do fim de semana, na quinta-feira, aumenta a atividade física e o consumo de álcool".

"Atividade física insuficiente e consumo de álcool estão vinculados a muitos problemas de saúde. E a ingestão excessiva de álcool tem muitos custos indiretos também", disse Conroy, especializado em medicina preventiva.

"Precisamos descobrir como usar a atividade física de forma mais efetiva e segura sem os efeitos adversos do aumento no consumo de álcool".

Método Preciso
Os 150 voluntários, com idades entre 18 e 89 anos, registraram suas atividades físicas e quantidade de bebida ingerida durante três períodos de 21 dias consecutivos distribuídos ao longo de um ano.

Um estudo anterior, que tentou investigar a associação entre consumo de álcool e exercícios físicos usando uma outra metodologia, concluiu que pessoas fisicamente ativas consomem mais álcool. O estudo de Conroy e sua equipe não chegou à mesma conclusão.

Leia mais:
Mito ou realidade: vinho tinto realmente faz bem à saúde?
Uso nocivo de álcool aumenta 31,1% no País

Talvez, ele explicou, porque o outro estudo pedia a participantes que relatassem todas as atividades físicas feitas e o álcool ingerido ao longo do mês anterior - com resultados menos precisos.

"Colocamos o 'zoom' no microscópio e obtivemos uma visão mais detalhada e pessoal desses comportamentos dia a dia. Não procede dizer que os que se exercitam mais bebem mais. Na verdade, nos dias em que estão mais ativas, as pessoas tendem a beber mais do que nos dias em que estão menos ativas", disse o pesquisador.

"Esse resultado foi observado de maneira uniforme entre participantes do estudo de várias idades e com índices diferentes de atividade física".

Em futuros estudos, Conroy pretende descobrir o que leva as pessoas a beberem mais nos dias em que se exercitam.

"Talvez as pessoas queiram recompensar a si mesmas pelo esforço consumindo mais álcool, ou talvez porque a atividade física gere situações de mais convívio social, onde o álcool é consumido", especula Conroy.

"Não sabemos ao certo. Mas quando pudermos entender a relação entre essas duas variáveis, vamos poder criar novas intervenções que promovam a atividade física cortando, porém, o consumo de bebidas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.