Tamanho do texto

Estudo com 282 pacientes mostrou resultados no controle da dor; pesquisadora afirma que razão pela qual as pessoas relatam benefícios é em grande parte devido ao efeito placebo

A acupuntura não tem efeito no tratamento de dor crônica do joelho. Foi o que constatou um estudo realizado com 282 pacientes com mais de 50 anos. No fim de um ano de estudo, os pesquisadores concluíram que entre os pacientes com dor crônica no joelho, nem a acupuntura por laser nem com agulha resultaram em benefícios como tratamento.

Pesquisadores comparam resultados entre métodos de acupuntura e placebos
Thinkstock
Pesquisadores comparam resultados entre métodos de acupuntura e placebos

A dor crônica no joelho afeta principalmente pessoas com mais de 50 anos e é a causa de dor mais comum entre idosos que consultam clínicos gerais.

Para a autora principal do estudo, o surpreendente do resultado da pesquisa está no fato de as pessoas normalmente relatarem ter notado benefícios após a sessão de acupuntura. Para ela, a acupuntura pode até trazer algum benefício se comparado ao caso onde nenhum tratamento é feito, mas esses benefícios aparentemente tem relação com o efeito placebo.

"A razão pela qual as pessoas relatam benefícios é em grande parte devido ao efeito placebo. O efeito placebo pode ser atribuído a fatores como a expectativa e o otimismo dos pacientes quanto ao tratamento, além da interação médico–paciente e a confiança que o paciente tem no médico”, disse ao iG Kim Bennell, diretora da faculdade de Fisioterapia da Universidade de Melborne.

No estudo realizado pela Universidade de Melborne, na Austrália, os 282 voluntários foram divididos randomicamente em quatro grupos: acupuntura (com agulha), acupuntura com laser, uma simulação de acupuntura a laser e grupo controle.

Os participantes faziam sessões de 20 minutos até duas vezes por semana durante três meses. Eles preencheram questionários sobre a dor no joelho no início do estudo, três meses depois e um ano mais tarde.

Após de três meses de tratamento, todos os participantes (exceto os do grupo controle) afirmaram ter menor dor nos joelhos enquanto caminhavam. Porém, depois de um ano, a dor já havia voltado. Efeitos relacionados com a qualidade de vida e locomoção também não tiveram melhora.“De acordo com os resultados do estudo, portanto, não indicamos acupuntura para pacientes com dor crônica no joelho”, disse a autora do estudo Kim Bennell.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.