Tamanho do texto

Se vírus for também for descartado no segundo exame, paciente sairá do isolamento e o sistema de vigilância dos contactantes será desmontado

O Ministério da Saúde informou na manhã deste sábado (11) que o exame para diagnóstico etiológico do paciente suspeito de infecção pelo vírus ebola teve resultado negativo. A confirmação, contudo, só deve ocorrer após a realização de um segundo exame, que será coletado 48 horas após a primeira amostra.

A pasta informou que o estado de saúde do africano Souleymane Bah, de 47 anos, é bom. Ele não apresenta febre e está mantido em isolamento total no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ). Se o caso também for descartado como ebola no segundo exame, o paciente sairá do isolamento e o sistema de vigilância dos contactantes será desmontado.

Ebola: Testes em aeroportos não detectam infectados sem sintomas

No próximo domingo (12), será colhida a segunda amostra de sangue, que também será enviada para análise laboratorial no Instituto Evandro Chagas, no Pará.

Histórico

O caso suspeito de ebola foi notificado na quinta-feira (9). Souleymane Bah saiu de Guiné, na África Ocidental, no dia 18 de setembro, com conexão em Marrocos, e chegou ao Brasil em 19 de setembro. Por apresentar febre e ter vindo de um dos países com casos da doença, o caso foi classificado como suspeito. 

OMS: Número de mortos por Ebola sobe para 4.033

Ao todo, 64 pessoas que tiveram contato com o paciente estão sendo monitoradas. Quatro dividiam a residência com o religioso e outras 60 estão entre pacientes e corpo médico da UPA, em Cascavel. Apenas três pessoas, do sistema de saúde da cidade, tiveram contato mais próximo com o homem, mas em nenhum caso houve troca de fluido corporal, a forma de propagar o vírus ebola.

Papo na redação: "Não é preciso pânico com possível chegada do ebola, dizem médicos"


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.