Tamanho do texto

Não se sabe como ela teria contraído ebola mesmo trajando equipamentos de proteção; agentes de saúde investigam caso

Cachorro de estimação de Nina Pham também está sendo monitorado. Não se sabe ainda se os cães também contraem ebola
Reprodução
Cachorro de estimação de Nina Pham também está sendo monitorado. Não se sabe ainda se os cães também contraem ebola


A enfermeira que contraiu o vírus do ebola enquanto cuidava de Thomas Eric Duncan – liberiano que morreu de ebola no Hospital Presbiteriano do Texas, em Dallas, na semana passada – se chama Nina Pham e tem apenas 26 anos. As informações são da WGNTV, uma emissora de televisão de Chicago.

Leia também:

Obama pede ação para garantir que sistema de saúde dos EUA sabe lidar com ebola
Teste de funcionário de hospital dos EUA tem resultado positivo para ebola
Profissional que contraiu ebola nos EUA usava equipamento de proteção

Os agentes de saúde que investigam o caso conversaram diversas vezes com Nina e acreditam que há muitas “inconsistências” nos relatos sobre o tipo de traje de proteção que ela usava, bem como a forma de colocar e tirar a roupa impermeável. Os agentes também monitoram diversos profissionais de saúde que tiveram contato com Duncan.

O local onde a enfermeira mora, em Dallas, foi descontaminado e o seu cachorro de estimação também está sendo monitorado. As autoridades de saúde americanas informaram que o estado de saúde de Nina é estável.

Veja fotos da epidemia na África ocidental:

Leia mais notícias de saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.