Tamanho do texto

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina deste laboratório não é comprada e oferecida pelo SUS à população

A Anvisa determinou, nesta quinta-feira (16), a suspensão, em todo o País, da distribuição, comercialização e uso de doze lotes da vacina MeningiteC (vacina meningocócica C conjugada).

A vacina é indicada na imunização ativa de crianças com mais de três meses, adolescentes e adultos, para a prevenção de doença invasiva causada por Neisseria meningitidis do grupo C.

A Wyeth Indústria Farmacêutica Ltda, empresa fabricante dos produtos, comunicou o recolhimento voluntário dos lotes após a constatação de unidades com partículas visíveis laranja-marrom avermelhadas móveis e imóveis de óxido de ferro no interior das seringas.

De acordo com as investigações, o desvio é resultado de desgaste no equipamento de envase, que liberou óxido no ferro no interior das unidades. A empresa também realizou uma avaliação de risco à saúde que indicou que o potencial risco para os pacientes é considerado baixo.

Apesar de o recolhimento dos lotes, há outras vacinas de diferentes fabricantes registradas na Anvisa e disponíveis no mercado nacional.

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina feita por este laboratório não é comprada e oferecida pelo governo à população pelo Sistema Único de Saúde, o SUS.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.