Tamanho do texto

Enfermeira é a 2ª profissional infectada nos EUA – ela e a outra vítima são da equipe que atendeu liberiano que morreu

Reuters

Amber Vinson foi a segunda enfermeira infectada em Dallas
Reprodução
Amber Vinson foi a segunda enfermeira infectada em Dallas

Sete pessoas que confirmaram contato com a segunda enfermeira do Texas diagnosticada com ebola durante viagem dela a Ohio no fim de semana estão em isolamento voluntário e não apresentaram sintomas do vírus, disseram autoridades locais de saúde nesta quinta-feira (16).

Amber Vinson, de 29 anos, teve contatos limitados fora da família após viajar de avião para a região de Cleveland na sexta-feira e voltar para Dallas na segunda, um dia antes de ser diagnosticada com Ebola.

No entanto, ela visitou um estabelecimento comercial, segundo autoridades.

"Todas as pessoas identificadas que tiveram contato com a enfermeira durante a viagem foram contactadas, estão sendo monitoradas, e não apresentam sintomas", disse a diretora médica do condado Summit, Marguerite Erme, em entrevista coletiva.

Leia também:

OMS prevê 5 mil novos casos de ebola por semana em dezembro
Ebola 'é o maior desafio de saúde pública desde surgimento da Aids'

Amber Vinson, de 29 anos, foi isolada imediatamente após relatar a febre na terça-feira, informaram autoridades do Departamento de Serviços Estaduais de Saúde do Texas. Ela tratou do liberiano Thomas Eric Duncan, que morreu em decorrência do Ebola e foi o primeiro paciente diagnosticado com o vírus mortal em solo norte-americano.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.