Tamanho do texto

Nina Pham discursou sobre o período em que passou com o vírus; ela pede privacidade e vida normal a partir de agora

O presidente norte-americano Barack Obama abraça a enfermeira Nina Pham, primeira pessoa a ser infectada com ebola nos Estados Unidos. Depois de 13 dias de tratamento, ela está curada
Reuters
O presidente norte-americano Barack Obama abraça a enfermeira Nina Pham, primeira pessoa a ser infectada com ebola nos Estados Unidos. Depois de 13 dias de tratamento, ela está curada

Nina Pham, enfermeira americana que se contaminou com o ebola enquanto cuidava do liberiano Thomas Eric Ducan está curada e se encontrou com o presidente americano Barack Obama no salão oval da Casa Branca. O presidente a cumprimentou com um abraço.

Nina Pham foi a primeira pessoa a contrair ebola em solo americano. Depois de 13 dias lutando contra a doença, os exames mostraram que ela estava livre do vírus.

Ela recebeu plasma do médico americano que havia sido contaminado na Libéria, Kent Brantly, que obteve cura depois de tomar um medicamento experimental chamado Zmapp. Em discurso no hospital em Bethesda, Marylad, Nina agradeceu a Deus, ao médico, à equipe médica que dispensou cuidados a ela e também à família. 

Ela disse que o período em que passou com o vírus no corpo foi estressante e desafiador, e expressou desejo de voltar a ter privacidade e levar sua vida normal junto com a família, além de encontrar-se Bentley, seu cachorro que está em quarentena até o final de outubro.

Veja fotos da epidemia que se alastra pelo oeste africano:

Leia mais notícias de saúde

* Com informações da CNN

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.