Tamanho do texto

Pesquisadores aguardam aprovação regulatória para testar em humanos o composto conseguiu destruir o melanoma, além de tumores de cabeça, pescoço e cólon

Fruto nativo da floresta tropical de Queensland, na Austrália, é promessa para cura de câncer. Pesquisadores aguardam aprovação regulatória para testar em humanos
Thinkstock/Getty Images
Fruto nativo da floresta tropical de Queensland, na Austrália, é promessa para cura de câncer. Pesquisadores aguardam aprovação regulatória para testar em humanos

Cientistas australianos descobriram que a semente da Blushwood, uma planta nativa da floresta tropical australiana, pode destruir rapidamente tumores de vários tipos, como o de cabeça, pescoço e cólon e o melanoma, câncer de pele.

A droga EBC-46, nomenclatura da molécula promissora, foi extraída a partir do fruto da árvore Blushwood, que é encontrada nas florestas tropicais do norte de Queensland, na Austrália. Os cientistas do Instituto de Pesquisa Médica QIMR Berghofer explicaram que, embora o composto ainda não tenha sido testado em humanos, o potencial de a droga ser eficaz para quem tem câncer é alto.

Leia também:  SUS não cumpre lei que prevê início de tratamento contra câncer em 60 dias

Segundo Glen Boyle, que liderou o estudo, uma única aplicação tópica da EBC-46 – por meio de uma injeção diretamente no local do tumor – foi capaz de interromper a mutação das células cancerígenas dentro de apenas quatro horas, e, em seguida, conseguiu destruir os tumores. O pesquisador, no entanto, afirma que não há evidências que essa droga possa ser eficaz no caso de cânceres metastáticos.

O princípio de atuação da nova droga é cortar o fornecimento de sangue para o tumor, que o alimentaria. A droga está sendo estudada para uso humano e também veterinário. Experimentos já comprovaram também que a EBC-46 destruiu ou diminuiu tumores em animais de estimação, como gatos, cachorros e cavalos.

Leia mais:  Cientistas transformam células-tronco em "assassinas" de câncer

Os cientistas estão esperando a aprovação regulatória para começar a primeira fase clínica, que testa o medicamento em humanos.

Veja alimentos que previnem o câncer:

*Com informações do QIMR Berghofer Medical Research Institute e PLoS ONE

Leia mais notícias de saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.