Tamanho do texto

Annegret já tem 13 filhos e sete netos; ela passa a ser a mulher mais velha do mundo a ter quadrigêmeos

Uma alemã de 65 anos deu à luz quadrigêmeos após passar por um procedimento de inseminação artificial, de acordo com o canal de televisão da Alemanha RTL. Segundo a TV, Annegret Raunigk teve três meninos e uma menina por cesariana em um hospital de Berlim na terça-feira. Eles nasceram prematuramente, com 26 semanas, mas têm uma "boa chance de sobreviver".

Nessa foto, Raunigk está com 55 anos segurando sua filha mais nova; dez anos depois, ela espera quadrigêmeos
BBC
Nessa foto, Raunigk está com 55 anos segurando sua filha mais nova; dez anos depois, ela espera quadrigêmeos

Annegret Raunigk - que já tem 13 filhos e sete netos - é a mulher mais velha do mundo a ter quadrigêmeos. A mãe solteira teria decidido tentar outro bebê quando sua filha mais nova, que tem 10 anos, disse que queria um irmãozinho ou irmãzinha.

A gravidez de Raunigk, resultado de um tratamento de fertilização feito na Ucrânia, tem sido objeto de intenso debate na Alemanha, segundo a correspondente da BBC em Berlim Jenny Hill.

Durante a gravidez, ela disse que acreditava que todos devem poder viver a vida que querem. Questionada sobre se tinha alguma preocupação, Raunigk disse que ela supôs que iria ficar apta e saudável e que não estava preocupada com o que as outras pessoas pensavam.

Conheça alguns alimentos que ajudam na fertilidade:

Alguns médicos questionavam se ela seria fisicamente capaz de dar à luz as crianças. A professora alemã não é a mulher mais velha a ter filhos. O recorde oficial é de Maria del Carmen Bousada Lara, que teve gêmeos na Espanha em 2006 aos 66 anos.

Leia também:  O que a mulher precisa saber para engravidar depois dos 35 anos

Alguns afirmam, porém, que a detentora do recorde é Omkari Panwar, que teria 70 anos ao dar à luz gêmeos na Índia em 2008.

Leia mais notícias sobre saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.