Tamanho do texto

Aporte correto de proteínas por meio de uma dieta equilibrada é fundamental para manter a massa muscular

Comer menos e melhor é, sem dúvida, útil para combater o sobrepeso e a obesidade. O risco, no entanto, se a dieta não for bem balanceada, é de acabar não só com a gordura, mas também com a massa muscular, especialmente nas pessoas mais idosas. Para entender como obter o melhor do regime alimentar, os cientistas da Nestlé Research Center (NRC) conduziram um estudo em colaboração com pesquisadores canadenses, australianos e britânicos. 

Idosos obesos que querem fazer dieta devem ter acompanhamento médico, para não fazer uma dieta desbalanceada
Thinkstock/Getty Images
Idosos obesos que querem fazer dieta devem ter acompanhamento médico, para não fazer uma dieta desbalanceada

O estudo, publicado no periódico  American Journal of Physiology, Endocrinology and Metabolism,  destaca que a perda de massa muscular "se associa a uma resistência e capacidade funcional reduzida e também a um maior risco de deficiência e mortalidade".

Por esse motivo, os pesquisadores procuraram verificar como é possível evitar essa perda, testando uma quantidade justa de proteína na dieta e atividade física regular para treinar a resistência. 

A pesquisa demonstrou, pela primeira vez, como um aporte equilibrado de proteínas durante o dia pode ajudar a reduzir o risco de perda de massa muscular quando se procura perder peso. O estudo acompanhou por quatro semanas grupos de homens obesos de cerca de 65 anos. 

>> Conheça alimentos amigos da massa magra:

"Nas primeiras duas semanas eles seguiram um regime alimentar hipocalórico e rico em proteínas, continuando com as suas atividades cotidianas regulares. Metade dos voluntários recebeu um aporte proteico equilibrado, distribuído ao longo do dia; a outra metade, ao contrário, recebia a proteína na refeição noturna. Nas últimas duas semanas, colocaram junto com a dieta um treinamento de resistência progressiva". A cada fase do estudo foi medida a taxa de síntese proteica, indício de que o músculo está se reforçando. 

Nas duas primeiras semanas, todas as pessoas estudadas viram reduzir, seja a massa muscular ou músculos. A síntese das proteínas, no entanto, caiu mais naquelas pessoas que não tinham um aporte correto de proteínas na dieta. 

Introduzindo depois o treinamento físico, ambos os grupos continuaram a perder gordura, mas a perda muscular era notavelmente mais lenta nos indivíduos que mantinham um aporte proteico equilibrado. 

O efeito benéfico de um aporte proteico equilibrado ao longo do dia, concluíram os especialistas, é reforçado quando combinado com um treinamento de resistência. São resultados preliminares aos quais se seguirão pesquisas posteriores a longos períodos, mas abrem caminho para reflexões sobre a necessidade de fazer um guia geral para os idosos, uma grande parte da população que hoje está em risco. 

Leia mais notícias sobre saúde

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.