Tamanho do texto

Pequena distância entre o flash e o olho do bebê danificou a região nobre; dano foi acidental, mas irreversível

O jornal britânico DailyMail divulgou esta semana que um bebê de apenas três meses teria ficado cego do olho direito e perdido parte da visão do esquerdo depois de um amigo da família ter tirado uma foto com flash muito perto do olho do menino. A reportagem do site informava que os médicos teriam afirmado que o olho sofreu danos irreparáveis por causa da foto, que foi tirada a uma distância de 25 centímetros do rosto do bebê. 

Segundo informações obtidas com oftalmologistas brasileiros, não há relatos sobre esse tipo de ocorrência na literatura médica. Leia a reportagem apurada pelo iG aqui .

Bebê ficou cego do olho direito e perdeu parte da visão do esquerdo depois de uma foto com flash
Reprodução/Daily Mail
Bebê ficou cego do olho direito e perdeu parte da visão do esquerdo depois de uma foto com flash

Depois da foto, relata a matéria do DailyMail, os pais perceberam que havia algo de errado com a visão do filho. Após avaliação, médicos disseram que o dano não pode ser reparado com cirurgias. O garoto permanecerá cego.

O flash, pela sua potência, teria danificado as células da mácula, uma pequena e importante área situada no centro da retina, responsável pela visão de pequenos detalhes e de cores. Sabe-se que a mácula não é completamente desenvolvida até a criança completar quatro anos. Abaixo dessa idade, ela é ainda mais sensível à luz forte, como aquela de um flash. 

Ainda de acordo com o jornal, especialistas disseram que uma exposição de milésimos de segundo a uma luz forte ou reflexo pode causar danos permanentes, e aconselharam os pais que tenham cuidado com luzes fortes no banheiro, quando os bebês estão no banho. 

>> Quer preservar a saúde dos olhos? Veja alguns alimentos amigos da visão:

Leia também:  Luz azul dos celulares e tablets pode causar degeneração na retina

Leia mais notícias de saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.