Tamanho do texto

Desgaste causado pelo movimento repetitivo limita a abertura da mandíbula em pouco mais de um centímetro

Claire Embleton mascou chicletes por sete horas por dia, por cinco anos
Reprodução/Daily Mail
Claire Embleton mascou chicletes por sete horas por dia, por cinco anos




Após mascar chicletes por até sete horas, todos os dias, nos últimos cinco anos, a inglesa Claire Embleton, de 38 anos, terá de passar por uma delicada cirurgia para recuperar a mandíbula, que sofreu grave desgaste com o movimento repetitivo. O problema é tão sério que ela não consegue abrir mais de um centímetro da boca sem sentir dores. Por isso, os médicos terão de substituir as articulações de Claire por placas de metal. 

“Sempre acreditei que mascar chicletes era saudável. Mascava depois de comer ou beber, e eram sempre sem açúcar” contou Claire ao jornal britânico Daily Mail. 

Há dois anos ela começou a sentir algo estranho em suas articulações da mandíbula quando comia. “De vez em quando eu sentia ‘cliques’ na minha mandíbula quando mastigava, mas não me preocupei pois não sentia dores.”  

“O dia que minha articulação paralisou foi uma experiência assustadora. Em um minuto estava rindo e conversando normalmente, no outro minha mandíbula estava repentinamente travada em uma posição quase fechada”, relata Claire que, desde então, não consegue abrir a boca completamente.

A inglesa já passou por fisioterapia e por uma operação chamada artroscopia para remover cartilagens engrossadas, mas nenhum dos tratamentos funcionou. Ainda este mês Claire vai passar por nova cirurgia.

Leia também:
Mascar chiclete causa dor de estômago? Faz perder a fome? Veja mitos e verdades
Massagem contra dor nas articulações da mandíbula
Compreendendo o estresse e seu efeito sobre a saúde bucal


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.