Tamanho do texto

Mulheres são maioria com sobrepeso: 58,2% contra 55,6% dos homens; estar acima do peso aumenta riscos cardiovasculares

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) feita em 2013 e divulgada nesta sexta-feira (21) mostrou que a população brasileira continua engordando. A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) mostrou que 56,9% da população está acima do peso. Dentre esses, 21,5% são obesos. Em 2013, uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde já havia mostrado que 51% dos brasileiros estavam acima do peso

O IBGE pesquisou em mais de 80 mil domicílios para chegar a esse dado. O Brasil, segundo o instituto, conta com uma média 65 milhões de residências. 

Obesidade: brasileiros seguem engordando
Getty Images
Obesidade: brasileiros seguem engordando

Os maus hábitos alimentares e o sedentarismo podem ter contribuído para o aumento da obesidade no País. Em 2009, a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) mostrou que o índice de obesidade era de 15,2%. Atualmente, esse número subiu para 21,5%. 

A alta taxa de sobrepeso ou obesidade é uma questão de saúde pública, já que as consequências de sobrepeso ou obesidade são sérias e são causa de muitos outros problemas de saúde, como a hipertensão , problemas cardiovasculares (como infarto  e AVC ), bem como o diabetes  tipo 2. 

O aumento do colesterol ruim é uma das consequências da obesidade. Com isso, há a formação de placas ateromatosas nas paredes das artérias, o que aumenta o risco de infarto. 

Consultar um nutricionista e se alimentar saudavelmente pode reduzir o peso e afastar o risco de ter problemas de saúde causados pelo sobrepeso ou obesidade. 

Veja no infográfico:  Como a obesidade afeta o corpo


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.