Tamanho do texto

"Mudei totalmente, até minha personalidade mudou. Falo que foi Deus que me deu outra vida”, conta ela, que passou pelo tratamento sem se abalar

Adelaide fazia mamografia todos os anos, e sempre estava saudável. Em 2013, no entanto, voltando ao médico para os exames de rotina, descobriu um nódulo no seio. Feita a punção e a biópsia, a notícia veio: era um carcinoma.

Aos 49 anos e, até então, sem problemas de saúde, Adelaide fez a cirurgia para retirada específica do tumor e passou para o tratamento quimioterápico e radioterápico.  “Fiz tudo o que se tem que fazer no tratamento do câncer e hoje levo uma vida de superação”, comemora ela, que já está livre do câncer.

Depois do tratamento contra o câncer e da remissão, Adelaide eliminou 17 quilos, faz exercícios físicos todos os dias e come saudavelmente
Reprodução/Facebook/Adelaide Teixeira da Costa
Depois do tratamento contra o câncer e da remissão, Adelaide eliminou 17 quilos, faz exercícios físicos todos os dias e come saudavelmente

“Hoje vou à academia de segunda a sexta e, aos sábados e domingos, faço caminhada no parque. Ainda estou tomando remédio, já que tenho de tomar por cinco anos, mas estou superbem, fiz os outros exames e não deu mais nada”, comemora.

Adelaide se considera uma sortuda, afinal, não sofreu com os efeitos desagradáveis da quimioterapia. “Não tive diarreia, vômito e nada disso. Depois de uns 10 dias da infusão, tinha algumas queimações no estômago, mas só depois desse tempo”, conta ela. “Eu comia muita comida forte, coisa forte e boa. É preciso se alimentar direito”, diz ela.

Vida social

Ela fez a cirurgia em outubro, seguida de quimioterapias. A radioterapia começou no março seguinte. No total, foi um ano de tratamento. Na radioterapia, no entanto, a herpes de Adelaide se manifestou. Por causa do tratamento, as mãos começaram a coçar muito, mas a reação foi só na pele, conta ela.

Depois que terminei a quimioterapia e a radioterapia, já comecei a fazer meus exercícios. Tinha virado uma bola, por ter inchado muito"

Adelaide conta que não deixou de fazer nada por causa do tratamento contra o câncer. “Minha imunidade não caiu, então não precisei usar máscaras. Eu não ficava em ambientes fechados, mas podia ir a restaurantes e ambientes abertos”.

Câncer trouxe vida saudável

Antes do câncer, ela não tinha o hábito de praticar exercícios físicos com frequência. Por ter engordado no tratamento, ela decidiu mudar a vida. “Tive uma fase em que engordei, fui para 84 quilos. Em três meses de exercícios e mudança na alimentação, porém, emagreci 16 quilos”, diz ela, comemorando.

“Depois que terminei a quimioterapia e a radioterapia, já comecei a fazer meus exercícios. Tinha virado uma bola, por ter inchado muito”, conta ela.

“Troquei a minha alimentação. É muito raro eu comer esses pães normais, troco por aqueles de linhaça e quinoa. Como queijo branco, café com pouco leite, chá e sempre saio com uma garrafinha de água na bolsa. Mudei totalmente, até minha personalidade mudou. Falo que foi Deus que me deu outra vida”, agradece ela, que foi do manequim 48 para o 40 e ganhou mais disposição e saúde.  

Muitas selfies em todos os lugares 

Adelaide enfrentou a doença com muita garra e determinação. “Não é porque você teve a doença, está se tratando que tem de esquecer da vida. Tem mais é que viver, você tem que gostar mais de você”, aconselha ela.

Desde o início do tratamento, em todos os lugares que vai, posta uma foto em redes sociais. “Se vou em um restaurante, em uma festinha de criança, ou o que for. Posto tudo”, diz ela, incentivando outras mulheres. “Eu sempre fui assim, muito para cima”.

“Não é porque você teve a doença, está se tratando que tem de esquecer da vida
Reprodução/Facebook/Adelaide Teixeira da Costa
“Não é porque você teve a doença, está se tratando que tem de esquecer da vida", aconselha Adelaide


Leia mais sobre saúde

    Leia tudo sobre: instaig
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.