Tamanho do texto

A pequena australiana Payton, que só pode ir para casa e se alimentar normalmente depois dos 6 meses de vida, hoje leva uma vida normal e está prestes a começar a estudar

Payton Gilmour nasceu na Austrália, 5 semanas prematura e com má formação no intestino. O órgão tinha 50 cm - enquanto o da maioria dos bebês tem 150cm - e era “despedaçado”, segundo os médicos. Durante os primeiros meses de vida, ela não podia comer normalmente e a alimentação era feita por um tubo intravenoso que ia direto ao seu coração.

Payton nasceu prematura e com má formação no intestino. Os médicos não achavam que ela ia sobreviver
Huggies
Payton nasceu prematura e com má formação no intestino. Os médicos não achavam que ela ia sobreviver


Com três dias de vida, Payton passou por uma cirurgia para tentar corrigir a o problema no intestino. “Nós não estávamos entendendo a seriedade da condição dela. Era com certeza tratável por que estavam levando-a para uma operação, mas não sabíamos o quão crítico era o estado dela. Foi realmente um choque” contou ao jornal britânico "Daily Mail" a mãe da pequena Payton, Sharon, que tem outras duas filhas mais velhas

Um mês depois, descobriram um bloqueio no intestino e a menina teve de passar por mais uma cirurgia.

Três meses depois da segunda cirurgia, ela começou a se alimentar de uma fórmula especial e leve através uma sonda nasogástrica, que vai do nariz até o estômago, e apenas aos seis meses de idade ela foi para casa e começou a comer alimentos sólidos.

Hoje Payton tem 5 anos
Huggies
Hoje Payton tem 5 anos


Payton completou 5 anos em 2015 e vai iniciar em uma escola no ano que vem. Ela teve poucos contratempos depois da última cirurgia, mas vai precisará ser monitorada durante toda a vida

“Tudo que nós éramos capazes de fazer era abraçá-la. Abraços e amor, eu acredito que realmente ajudaram curá-la”, conta a mãe.

Huggies
"Abraços e amor, eu acredito que realmente ajudaram curá-la”, diz a mãe da menina