Tamanho do texto

Segundo estudo, há um aumento do risco de morte por câncer, AVC, Parkinson e diabetes; entenda olho

Ficar em frente à televisão por mais de três horas por dia encurta a vida e aumenta o risco de morte por oito tipos de doenças diferentes, diz um estudo do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos que foi publicado no periódico American Journal of Preventive Medicine. Essa pesquisa mostra os efeitos maléficos de ficar diante da telinha por horas a fio.

Estudo mostra que ficar em frente à TV por muito tempo aumenta risco de doenças e até de morte
Getty Images
Estudo mostra que ficar em frente à TV por muito tempo aumenta risco de doenças e até de morte


Os pesquisadores analisaram mais de 221 mil pessoas entre 50 e 71 anos, sem doenças crônicas no início do estudo. Essa análise de dados já confirmou a associação com um aumento do risco de morte por câncer e doenças cardiovasculares, como infarto e AVC.

Pessoas que revelaram ficar sentados assistindo algo de três a quatro horas por dia tiveram 15% a mais de probabilidade de morrer"

Estudos anteriores já suspeitavam desse acontecimento. Os cientistas também descobriram que há um risco de morte mais alto também para outras doenças, como diabetes, gripe, pneumonia e Parkinson, além de doenças no fígado. Eles descobriram que, tirando aqueles que assistiam televisão durante menos de uma hora por dia, as outras pessoas que revelaram ficar sentados assistindo algo de três a quatro horas por dia tiveram 15% a mais de probabilidade de morrer, ainda no período desse estudo. Essa estimativa, segundo a Ansa, não era influenciada de fatores com o uso de álcool ou cigarro.

Pessoas que revelaram ficar sentados assistindo algo de três a quatro horas por dia tiveram 15% a mais de probabilidade de morrer
Thinkstock/Getty Images
Pessoas que revelaram ficar sentados assistindo algo de três a quatro horas por dia tiveram 15% a mais de probabilidade de morrer


De acordo com a pesquisa, cerca de 80% dos americanos assistem a televisão por três horas e meia, em média, diariamente. Esse tempo consumiria, então, o espaço que seria dedicado à atividade física.

“Nesse contexto, nossos resultados se inserem em uma massa crescente de pesquisas que indicam que ficar sentado por muito tempo pode causar efeitos negativos na saúde”, explicou à Ansa a autora principal do estudo, Sarah Keadle.

“Dada a crescente idade da população e a alta prevalência de assistir à TV no tempo livre, pode ser importante uma intervenção de saúde pública, mais do que até hoje foi reconhecida”, diz.

Repense o tempo livre; você pode sair da frente da TV e ter hábitos mais saudáveis
Thinkstock
Repense o tempo livre; você pode sair da frente da TV e ter hábitos mais saudáveis


As informações são da Ansa.