Tamanho do texto

Especialistas alertam para riscos de dietas que cortam alimentos importantes para a saúde

Depois de interpretar o deus mitológico Thor nos filmes da Marvel, o ator australiano Chris Hemsworth divulgou uma foto na pele de seu novo personagem quase irreconhecível — magro, sem os braços musculosos e abdome tonificado.

Alessandra Mattos, de 38 anos, rainha de bateria da Inocentes de Belford Roxo, adotou a ‘Dieta da Papinha’ em seu cardápio. Perdeu peso, mas também a saúde
Divulgação
Alessandra Mattos, de 38 anos, rainha de bateria da Inocentes de Belford Roxo, adotou a ‘Dieta da Papinha’ em seu cardápio. Perdeu peso, mas também a saúde

O ator passou por uma dieta de 500 calorias por dia para emagrecer para seu novo papel. Chris, porém, não está sozinho quando o assunto é loucura para emagrecer. Com a chegada do verão cada vez mais próxima, muitas pessoas fazem de (quase) tudo para perder aqueles quilinhos extras.

Aos 38 anos, a preocupação com o corpo é fundamental para Alessandra Mattos, rainha de bateria da Inocentes de Belford Roxo. Quando precisou emagrecer de maneirarápida, adotou a ‘Dieta da Papinha’ em seu cardápio. “De fato, emagreci. Mas aquilo não me fez bem. Durante dois meses, me sentia mal, tinha tonteiras, fraqueza. Cheguei até a ficar anêmica!” Hoje, Alessandra tem uma dieta simples e balanceada.

Mas a musa conta com um truque: adiciona Noz da Índia no suco durante o dia. A nutricionista clínica esportiva do Centro Estético Carmela G, Bianca Genoese, diz que uma pitada da raspa da semente por dia ajuda a regularizar o intestino e a acelerar o metabolismo. Mas atenção: tem efeitos laxativos e é contraindicada para pessoas com problemas hepáticos, cardíacos e intestinais.

A correria para emagrecer aquece a propagação de ‘dietas milagrosas’, que prometem grande emagrecimento em tempo recorde. Mas a coordenadora dos cursos de Nutrição e Gastronomia do IBMR, Ana Gonçalves, alerta: cada indivíduo possui uma necessidade nutricional e vitamínica diferente.

“O problema é que as pessoas acham que a dieta do vizinho ou a dieta da moda vai ser boa para elas. Mas dietas são individualizadas. Dependem das necessidades específicas de cada um”, explica.

A jornalista Caroline Correa de Carvalho também já fez uso de muitas práticas radicais. Aos 15, chegou a ficar anoréxica de tanto fazer a ‘Dieta da Sopa’. Depois veio a do ovo, a da proteína… Hoje, aos 30, afirma que aprendeu a lição: “Prefiro ser gordinha e saudável do que magrela e doente.”

Para emagrecer saudavelmente é preciso praticar exercícios e ter uma alimentação balanceada
Thinkstock/Getty Images
Para emagrecer saudavelmente é preciso praticar exercícios e ter uma alimentação balanceada

Originada do latim, a palavra ‘dieta’ significa “estilo de vida”. Para Ana Gonçalves, a relação entre dieta e modo de vida deve ser reforçada: “Não existe milagre. É preciso ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios e beber em média três litros de água por dia. Emagrecer é uma programação. Leva tempo e dedicação”.

Segundo a nutricionista, outro risco das ‘dietas milagrosas’ é o efeito sanfona. Depois de se privar de muitos alimentos de forma abrupta, o organismo passa a absorver mais do que o normal com a ingestão de novos alimentos, engordando novamente. “Se a pessoa perde quilos, ela pode encontrá-los novamente. É preciso eliminá-los com reeducação alimentar e nova filosofia de vida”.

Para Bianca, alimentação é “80% do trabalho”. Mas, além do cardápio balanceado, é preciso investir em exercícios e se aceitar. “Ninguém aguenta fazer dieta a vida inteira. As pessoas podem escorregar, comer um chocolate e uma pipoca de vez em quando. É preciso consciência para se segurar no dia seguinte, e aliar exercícios à dieta”.

Professor de Educação Dísica da academia Rio Sport Center, Allan Faria desenvolveu o ‘Life Day 90’, um método para emagrecer em 90 dias. Mesmo assim, defende não haver milagre e que três meses são o período mínimo necessário para obter resultados médios ou bons. “Quanto mais cedo se propor a fazer o trabalho, melhor será o resultado. De hoje até o Carnaval, conseguimos resultados. Mas o ideal é começar um treinamento de seis meses, no mínimo”.

Cinco dietas malucas

- Dieta das 500 calorias

Com variedade, a dieta adotada pelo intérprete de Thor na telona permite consumir alimentos leves até atingir a marca de 500 calorias por dia. Tendo em mente que um indivíduo precisa, em média, de 2.000 calorias diárias, a privação não é suficiente nem para manter a taxa metabólica basal, ou seja, não atinge o mínimo necessário para desenvolver atividades diárias. E fique de olho! Muitas pessoas acabam restringindo líquidos, se esquecem de beber água e ficam desidratadas.

- Dieta da papinha

Isso mesmo: papinha de neném. A dieta seguida pela musa do Carnaval da Inocentes de Belford Roxo consiste na substituição de duas refeições diárias por uma porção de papinha — uma no período da manhã e outra à tarde. À noite, se dá preferência a alimentos leves. Além de ser um produto industrializado (contém conservantes que não fazem bem ao organismo), a papinha não é suficiente para suprir a necessidade nutritiva do corpo humano, o que pode levar a anemias e desnutrição.

- Dieta do alfabeto

São 23 letras para 23 dias. A ideia é comer, em cada dia, somente alimentos iniciados por uma única letra. No primeiro dia, alimentos iniciados com ‘A’, no segundo, com ‘B’, e assim por diante.

Há variações dessa dieta: algumas dizem que só se pode escolher apenas um alimento por letra; outras dizem que é permitido comer qualquer alimento sem gordura da letra da vez.

De qualquer maneira, a dieta vai de encontro a uma das principais leis da alimentação saudável: a variedade. O prato deve conter o máximo de itens diferentes possível — e quanto mais colorido, melhor.

- Dieta Dukan

Criada pelo nutricionista francês Pierre Dukan, autor do livro ‘Eu não consigo emagrecer’, ficou famosa depois de ser adotada por celebridades, como a princesa Kate Middleton. Similar à dieta da proteína, é uma dieta hiperproteica, com grande restrição de carboidratos. Como o carboidrato é o elemento que fornece energia ao corpo, a dieta pode sobrecarregar o pâncreas e os rins, além de deixar o indivíduo fraco e sem energia.

- Dieta da fruta

Abacaxi, pera, mamão, melancia, banana, maçã, laranja, morango e melão. Essa é a base do cardápio de quem adere à dieta. Muitas dessas frutas, porém, contêm elevado teor de frutose, o carboidrato da fruta, o que, além de sobrecarregar o pâncreas, pode acarretar ainda o acúmulo de gorduras no fígado.

Leia mais sobre saúde

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.