Tamanho do texto

Kai Diawne passou por uma cirurgia de 20 horas e passa bem. Segundo a mãe do garoto, ele está ansioso pelo Natal

Kai Diawne, um britânico de 9 anos, foi diagnosticado com a forma mais grave da síndrome de Arnold-Chiari quando tinha apenas 4 anos. A doença consiste na má formação do sistema nervoso central. No caso de Kai, algumas partes do cérebro "deslizam" e alcançam o canal da medula espinhal, comprimindo-a. As informações são do site do jornal britânico "The Mirror". 

Kai Diawne ficou seis semanas internado
Reprodução/Mirror
Kai Diawne ficou seis semanas internado


A decisão inicial dos médicos foi de não operar o menino até que a condição se tornasse um risco para a vida dele.

Em 2014, ele começou a sofrer fortes dores de cabeça, pontadas e a ficar muito sonolento. Os resultados revelaram um aumento da pressão de seu cérebro na medula espinhal e decidiram que era hora de operar. 

Kai ficou seis semanas internado no hospital infantil Sheffield Children's Hospital e passou por várias complicações que o levaram nove vezes para a sala de cirurgia. A última operação durou 20 horas e foi considerada um grande sucesso. 

Hoje ele está em seu melhor estado de saúde dos últimos anos, já voltou para casa, escola e rotina normal e não se aguenta de ansiedade para o Natal. "Kai não está completamente bem, mas, comparado ao ano passado, está brilhante! Ele é um milagre e está ansioso para um Natal maravilhoso.", conta Michele Boardman, mãe do menino, ao jornal britânico. 

Kai passa bem e está ansioso pelo Natal
Reprodução/Mirror
Kai passa bem e está ansioso pelo Natal





    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.