Tamanho do texto

A britânica Kimberley Ward foi a primeira grávida com deficiência auditiva a receber um implante coclear

Qual pai e mãe não se emocionou ao ouvir o coração do filho batendo pela primeira vez ainda dentro da barriga? No entanto, para Kimberley Ward esse momento foi ainda mais comovente. A britânica foi a primeira grávida com deficiência auditiva no Reino Unido a receber um implante coclear para voltar a ouvir - e o primeiro som que escutou foi justamente o do coração do bebê.

Primeiro som que Kimberley Ward escutou foi a batida do coração do filho
Reprodução/Daily Mail
Primeiro som que Kimberley Ward escutou foi a batida do coração do filho

"Ter feito o implante foi uma expriência incrível", disse Ward, que começou a perder a audição aos 17 anos, em entrevista ao jornal britânico "Daily Mail". "Eu sabia que nada poderia me preparar para as emoções que sentiria ao voltar a escutar, mas o fato de o primeiro som ter sido a batida do coração do meu filho fez tudo ainda mais especial."

Ward foi submetida à cirurgia para colocar o implante coclear - um pequeno aparelho eletrônico que capta as ondas sonoras e repassa as informações ao cérebro do paciente - quando estava grávida de 17 semanas, após os médicos afirmarem que essa seria a época mais segura para realizar o procedimento.

Ward foi submetida à cirurgia para colocar o implante coclear quando estava na 17ª semana de gravidez
Reprodução/Daily Mail
Ward foi submetida à cirurgia para colocar o implante coclear quando estava na 17ª semana de gravidez

Ainda que o aparelho não devolva toda a capacidade auditiva para Ward, o implante permite que ela reconheça os sons a sua volta e entenda quando outras pessoas falam com ela.

De acordo com o médico responsável pela cirurgia, Chris Raine, o fato de ela ter sido a primeira paciente grávida a ser cogitada para receber o implante coclear exigiu atenção redobrada da equipe.

"Tivemos de consultar vários farmacêuticos para ter certeza de que os medicamentos que usaríamos não colocariam o bebê em risco", conta Raine.

Agora, Ward mal pode esperar para escutar o primeiro choro do filho e se dedica em dividir sua experiência com outras pessoas que estão na mesma situação.

LEIA TAMBÉM
Bebê com menos de um ano completa três meses com coração artificial
Paciente toca saxofone durante cirurgia no cérebro na Espanha
Aborto ou tratamento? A difícil escolha de uma britânica grávida com câncer

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.