Tamanho do texto

Oakley tem uma síndrome tão rara que a doença leva seu nome, mas família descobriu um jeito para ele aproveitar a ceia

O pequeno Oakley Langran, do Reino Unido, é um menino de quatro anos e, peleas fotos, parece uma criança sapeca e saudável. Entretanto, ele tem uma síndrome raríssima. A criança nunca ingeriu comida e recebe alimentos via sonda. Ainda assim, ele aproveita a ceia de Natal. Como? Brincando com a comida. As informações são do site do jornal britânico "Daily Mail". 

Oakley Langran não pode comer, mas pode brincar com a comida na ceia de Natal
Reprodução/Daily Mail
Oakley Langran não pode comer, mas pode brincar com a comida na ceia de Natal


Oakley nasceu com a laringe amolecida e refluxo grave, uma condição tão rara que os médicos deram o nome do garoto à doença. Logo após o nascimento, a mãe percebeu que o filho tinha algum problema, já que ele não conseguia se alimentar nem de leite materno. O bebê chegava a vomitar 100 vezes por dia. 

A família passou por um grande susto quando Oakley tinha apenas um mês. Ele estava na casa dos avós e parou de respirar. Ele foi imediatamente levado ao hospital e começou a tomae medicação para uma doença no estômago. Mas o pequeno reagiu mal à medicação e seu pulmão direito entrou em colapso. 

Aí começaram idas e vindas de hospitais e o menino começou a ser alimentado por sonda. Entretanto, segundo a mãe de Oakley, ele estava muito abaixo do peso. Ele, então, passou por uma cirurgia de 11 horas para que os médicos tentassem descobrir o que acontecia com seu estômago, que não aceitava nenhum alimento normal. O menino recebeu uma sonda ligada a seu sistema digestivo. O tubo alimenta Oakley com um leite rico em nutrientes. 

Oakley recebeu uma sonda ligada a seu sistema digestivo depois de uma cirurgia de 11 horas
Reprodução/Daily Mail
Oakley recebeu uma sonda ligada a seu sistema digestivo depois de uma cirurgia de 11 horas


O menino está bem, mas os pais precisavam seguir com as refeições normais. Como ele reagiria com o tempo, quando visse os pais comendo e ele não? A mãe conta que sempre o colocou à mesa, com comida de mentira, de plástico. Ele brinca com a comida durante as refeições. 

No Natal, a situação é especial. Oakley ganha comida de verdade para brincar e se divertir. A baguncá é liberada na ceia dessa família britânica. "Ele adora brincar com a comida. Ele cheira e se diverte. Sei que não é a mesma coisa que comer - e cuidamos para que ele não engula nada - mas ele pode fazer parte das nossas refeições em família", explica a mãe de Oakley. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.