Tamanho do texto

Estudo mostrou que uma ou duas xícaras de café por dia é seguro para grávidas

Muitas grávidas ficam na dúvida se podem continuar tomando café ou bebidas cafeinadas como normalmente tomavam antes de começar a gerar um filho. Uma pesquisa da Nationwide Children's Hospital, publicada no periódico American Journal of Epidemiology diz que o consumo moderado de café não danifica o desenvolvimento mental da criança e não é um indicativo de problemas comportamentais. 

Estudo mostrou que consumo moderado de café pela grávida (de uma a duas xícaras por dia) não danifica a inteligência do bebê
Thinkstock/Getty Images
Estudo mostrou que consumo moderado de café pela grávida (de uma a duas xícaras por dia) não danifica a inteligência do bebê

Os pesquisadores analisaram as informações de 2197 mulheres que esperavam um bebê entre os anos de 1959 e 1974. As informações são da Ansa.

Segundo os estudiosos, o consumo de café [nesse período] durante a gravidez era mais difundido do que é hoje, e quase não havia uma preocupação sobre a segurança da cafeína. Por isso, o estudo foi capaz de atingir uma ampla gama de consumidoras de cafeína. 

Os pesquisadores se perguntaram sobre a associação com a paraxantina, um composto químico derivado da cafeína, e analisaram os níveis relevantes com o quociente de inteligência das crianças entre quatro e sete anos de idade, chegando a conclusão que não havia ligações consistentes entre a ingestão de cafeína ainda na barriga da mãe com o desenvolvimento comportamental das crianças naquele ponto da vida. 

O estudo foi feito em seguida de outro que pesquisou a relação entre o consumo de cafeína na gravidez e a obesidade das crianças. 

"Consideramos que os nossos resultados são seguros para as mulheres grávidas que consomem cafeína em quantidade moderada, o que equivale a uma ou duas xícaras de café por dia", explica Sarah Keim, coautora do estudo, à Ansa.

Leia mais sobre saúde

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.