Tamanho do texto

Verde e dourado? Azul e branco? Preto e marrom? Afinal, por que cada um enxerga a jaqueta de uma cor diferente?

Exatamente um ano após a polêmica do vestido azul e preto  - ou branco e dourado - surge mais uma dúvida na web:  de que cor é essa jaqueta?

De que cor é essa jaqueta?
Reprodução/Tumblr
De que cor é essa jaqueta?

Para alguns, ela é azul e branca. Para outros, preta e marrom. Ainda há aqueles que enxergam a blusa como verde e dourado. E agora?

Primeiramente, aqueles que pensaram ter algum problema de visão, podem ficar despreocupados. A percepção de cores é individual, e isso depende da forma como o cérebro evoluiu para ver as cores na luz do sol. Os olhos não vêem as cores, mas sim o córtex cerebral, que "filtra" as frequências que chegam através dos olhos.

Quando a luminosidade está baixa, é natural que as pessoas tenham dificuldade para identificar as cores. O senso de contraste de cores que cada um tem sofre mudanças o tempo todo, por isso há pessoas que conseguem identificar melhor as cores em lugares pouco iluminados. O humor é capaz de interferir nisso. Ou seja, é apenas uma questão de interpretação do cérebro.

Por isso, é bem capaz que alguém enxergue a jaqueta azul e branca em algum momento do dia e, em outro momento, de outra cor, como verde e dourado. Ou seja, somos "tapeados" constantemente pelo cérebro.

Essa condição, porém, não tem a ver com o daltonismo, que é um distúrbio de visão desde o nascimento. A cor original da jaqueta, no entanto, ainda permanece um incógnita.