Tamanho do texto

Fármaco desenvolvido exclusivamente para tratar enxaqueca é capaz de evitar crises de quem sofre com a condição com frequência; entenda

No Brasil, 18% da população sofre com crises de enxaqueca, de acordo com Academia Brasileira de Neurologia
Pixabay
No Brasil, 18% da população sofre com crises de enxaqueca, de acordo com Academia Brasileira de Neurologia

Quem consegue manter a rotina diante de uma crise de enxaqueca? Quando a dor de cabeça vem, não há reunião com o chefe, aniversário de familiar ou qualquer outro evento social que resista. No caso de quem tem a doença crônica, quando cefaleia se repete por 15 ou mais dias do mês, o problema pode ser ainda maior: de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a enxaqueca é a sexta doença mais incapacitante que existe.

Leia também: Sofre com enxaqueca? Tire 9 dúvidas sobre a doença que afeta milhões de pessoas

Mas os pacientes da Europa que vivem com a condição poderão ter a chance de prevenir a dor. Isso porque o primeiro medicamento especialmente desenvolvido para prevenir a enxaqueca foi aprovado pelas autoridades de saúde europeias. 

A droga  já era permitida nos Estados Unidos desde maio, quando a Food and Drug Administration (FDA), que é uma agência regulatória americana, assim como a Anvisa para o Brasil, aprovou o uso do fármaco no país.

O Erenumabe, fármaco utilizado para evitar a condição, deve ser avaliado pelas agências de saúde inglesas e escocesas que definirão se o Aimovig - nome comercial - é apropriado para o uso do serviço nacional de saúde, o NHS.

Mesmo assim, a fabricante do medicamento, Novartis, informou que os pacientes poderão receber a droga em particular a partir de setembro. Isso porque a Agência Européia de Medicamentos aprovou a licença do fármaco para pacientes que têm pelo menos quatro enxaquecas por mês.

Só no Reino Unido, crises de enxaqueca crônica afetam mais de 600 mil pessoas. No Brasil, a Academia Brasileira de Neurologia afirma que 18% da população sofre com a doença. Segundo o Ministério da Saúde, ela atinge cerca de 5 a 25% das mulheres e 2 a 10% dos homens.

Feito exclusivamente para enxaqueca

13 milhões de brasileiros sofrem com dores de cabeça diariamente
Thinkstock/Getty Images
13 milhões de brasileiros sofrem com dores de cabeça diariamente

Concebido para bloquear o receptor peptídico relacionado com o gene da calcitonina, que é o que a literatura médica acredita estar envolvido na ativação da enxaqueca, esse é o primeiro medicamento fabricado exclusivamente para esse fim.

"O Erenumab é o primeiro e único tratamento licenciado projetado especificamente para prevenir a enxaqueca, demonstrando nosso compromisso com o desenvolvimento de terapias inovadoras para pessoas que vivem com algumas das condições mais debilitantes do mundo", declarou Haseeb Ahmad, diretor administrativo do Reino Unido e Irlanda da Novartis Pharmaceuticals.

Atualmente, não há cura para a enxaqueca, embora uma série de tratamentos esteja disponível para ajudar a aliviar os sintomas.

A Novartis disse que a droga é o primeiro e único tratamento licenciado projetado especificamente para prevenir esse tipo de  dor de cabeça . O medicamento pode ser auto-administrado em casa, uma vez por mês, por meio de uma caneta auto-injetora.

Leia também: Dor de cabeça pode se agravar se tratamento correto não for feito

Testes mostraram que a droga é capaz de reduzir pela metade o número médio de dias que um paciente passa sofrendo de  enxaqueca em um mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.