Tamanho do texto

Hábito não é tão inofensivo quanto parece: bactéria que causa pneumonia pode ser transmitida em contato com as vias respiratórias; saiba como evitar

Tirar meleca do nariz é ainda mais perigoso quando se trata de crianças, alerta uma das autoras da pesquisa
shutterstock
Tirar meleca do nariz é ainda mais perigoso quando se trata de crianças, alerta uma das autoras da pesquisa

Tirar meleca do nariz nunca foi um hábito bem visto pela sociedade. A reação da maioria dos pais ao pegar seus filhos cutucando o nariz é sempre de repreensão. O comportamento também não é aprovado pelo ponto de vista médico. Mas os motivos são diferentes.

Além de pouco higiênico, tirar meleca do nariz é também um risco para a saúde. De acordo com um novo estudo, publicado na revista científica European Respiratory , o hábito pode espalhar pneumococo, a bactéria perigosa que causa doenças como infecções nos pulmões e ouvidos, meningite e pneumonia.

O estudo mostrou que a transmissão da pneumonia pode ocorrer através do contato entre o nariz e as mãos quando expostas à bactéria. Os pesquisadores descobriram que ela se espalha na mesma proporção, seja em ambiente seco ou úmido, ou se as pessoas esfregam ou cutucam o nariz.

A descoberta acende o alerta para os problemas do hábito que, por mais que seja tido como “nojento”, sempre foi encarado como inofensivo. A doença pneumocócica , como é chamada a condição causada pela bactéria, pode atingir qualquer pessoa, mas a idade e certas condições clínicas são os principais fatores de risco.

Leia também: Pneumonia mata 1,6 milhões ao ano e ainda há dúvidas de como se prevenir

“Crianças menores de 5 anos (mais ainda as menores de 2 anos), idosos e pessoas com doenças como Aids, anemia falciforme, diabetes; asplenia (por retirada cirúrgica do baço ou por doenças que afetam o funcionamento desse órgão); com doença do coração ou do pulmão, são muito mais propensas a adoecerem de forma grave e até fatal”, informa a Sociedade Brasileira de Imunizações.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença pneumocócica é responsável por 15% de todas as mortes de crianças nessa faixa etária em todo o mundo. É também a maior causa de mortalidade infantil por doença prevenível por vacinas. Entre adultos a partir dos 50 anos e, principalmente a partir dos 60 anos de idade, a pneumonia pneumocócica também é uma das principais causas de internação e morte.

Por saber da dificuldade para evitar que as crianças coloquem o dedo no nariz, os pesquisadores têm alguns conselhos simples que podem impedir a disseminação das bactérias.

"Para os pais, esta pesquisa mostra que as mãos provavelmente disseminam o pneumococo, o que pode ser importante quando as crianças estão em contato com parentes ou parentes com sistemas imunológicos reduzidos", declarou Victoria Connor, pesquisadora clínica da Escola de Medicina Tropical de Liverpool e do Royal Liverpool Hospital.

Leia também: Sobe 30% o número de atendimentos por doenças respiratórias em São Paulo

Alem de evitar tirar meleca do nariz , a especialista tem outras dicas para evitar a contaminação pela bactéria. "Nestas situações, garantir boa higiene e limpeza de brinquedos ou superfícies provavelmente reduziria a transmissão e diminuiria o risco de desenvolver uma infecção pneumocócica, como pneumonia", explica Connor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.