Tamanho do texto

Especialista acredita que o hábito de tirar fotos no estilo selfie criou um novo tipo síndrome do túnel do carpo, que é cada vez mais comum nos jovens

shutterstock
"Punho de selfie" pode se tornar uma "epidemia na era digital", alerta especialista

Condições com nomes estranhos como o bico de papagaio e o quadril de dançarino podem ganhar uma nova companheira em breve: o punho de selfie. De acordo com o Dr. Levi Harrison, um cirurgião ortopedista  norte-americano, a condição poderá se tornar uma "epidemia da era digital" se não for tratada.

Leia também: Selfies 'já mataram' 259 pessoas, mostra estudo; homens são principais vítimas

O especialista, que atende na cidade de São Francisco, na Califórnia, disse em entrevista ao canal de televisão Fox News  que o hábito dos jovens em tirar fotos no estilo selfie  está criando um novo tipo síndrome do túnel do carpo, que é uma condição causada pela compressão do nervo mediano no ponto em que passa pelo túnel cárpico do pulso.

A lesão de  síndrome do túnel do carpo é especialmente comum em arremessadores de beisebol e em pianistas. Nos dois casos, ela pode significar o fim da carreira. Quem também vem sofrendo com a condição são os praticantes de eSports.

De acordo com o o ortopedista, os principais sintomas do "punho de selfie" são formigamento e dor aguda no punho.  Segundo o médico, o esforço de manter o punho dobrado a parado para tirar selfies várias vezes ao dia. "A hiperflexão do punho para dentro causa uma neurite quase instantânea, o que deixa o nervo irritado e inflamado", explica.

Leia também: Indiano é atropelado por trem durante selfie, sobrevive e posta vídeo

Essa não é a primeira vez que alguém alerta para os perigos do "punho de selfie". O Jornal Médico Irlândes, já havia publicado uma pesquisa sobre o assunto no ano de 2017, no entanto, o foco do trabalho era em pessoas que estavam tirando fotos em condições pouco favoráveis, como pulando em trampolins, correndo ou andando em terrenos rochosos.

Quem também afirmou ter sido diagnosticada com uma condição semelhante foi a socialite e rainha das selfies Kim Kardashian. De acordo com a multimilionária, seu médico a alertou que ela estava com uma "inflamação no punho por tirar muitas selfies". A mulher de Kanye West deu um tempo nas fotos e fez tratamento com gelo e fisioterapia.

De acordo com o instituto norte-americano Statista, 62% das pessoas nos Estados Unidos já admitiram ter tirado pelo menos uma foto no estilo selfie. Já um levantamento de pesquisadores indianos, publicado na revista científica Journal of Family Medicine and Primary Care , descobriu que ao menos 259 pessoas morreram tentando tirar uma selfie no período entre os anos de 2011 e 2017.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas