Tamanho do texto

Sem cortes, procedimento pouco invasivo é realizado com ajuda de um equipamento exclusivo no SUS

selo

Foi realizada com sucesso no Centro de Referência da Saúde do Homem, em São Paulo, a primeira cirurgia de urgência para a reconstrução da uretra - canal condutor da urina - utilizando procedimento pouco invasivo.

Sem cortes e com apenas uma incisão de cerca de um centímetro, feita abaixo do umbigo do paciente, a equipe médica conseguiu reconstruir a uretra em cirurgia de quarenta minutos. O paciente teve a rompeu após cair de uma escada.

Com a ajuda de um equipamento único no Sistema Único de Saúde (SUS), o endoscópio flexível, os médicos conseguiram "navegar" por dentro da bexiga do paciente até chegar ao canal rompido e realinhá-lo. Os especialistas acompanharam o procedimento por um monitor de vídeo.

Na cirurgia convencional, conhecida como "aberta", o paciente recebe cortes no abdome e permanece em repouso por no mínimo 30 dias. Além disso, é necessário o uso de sonda por três meses, o que faz crescer o risco de infecções.

Já o método utilizado de modo pioneiro no Centro do Homem diminui pela metade o desconforto pós-operatório e o tempo de utilização do dreno para urinar. E a pessoa operada também volta à vida profissional mais rapidamente.

Saiba mais sobre:
Infecção do trato urinário
Próstata aumentada
Incontinência urinária
Câncer de bexiga
Câncer de próstata

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.