Tamanho do texto

Tetravalente, imunização precisa resistir a cada um dos quatro tipos de vírus que causam a doença

Cuba realizará neste ano testes clínicos de uma vacina tetravalente da dengue em humanos, segundo anunciaram nesta quarta-feira autoridades do setor de saúde no Congresso Internacional de Biotecnologia, em Havana.

Saiba mais sobre a dengue

O diretor do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (Cigb), Gerardo Guillén, explicou que pesquisas realizadas em macacos mostraram que a vacina conseguiu controlar a multiplicação do vírus.

Mas devido ao fato de existirem quatro tipos de vírus diferentes da dengue, a vacina precisaria resistir a cada um deles, por isso seu caráter tetravalente.

Guillén informou que até o momento não existem medicamentos para prevenir a doença. Além do Cigb, outros três institutos trabalharam no desenvolvimento da vacina.

Siga o iG Saúde no Twitter

A pesquisadora Lisset Hermida, que coordena a equipe que executa o projeto, disse que ele começou a ser desenvolvido em 1992, e o estágio atual está na fase de testes pré-clínicos em primatas, que antecede as provas realizadas com humanos.

A doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti se caracteriza por febra alta, malestar e dores de cabeça, nos olhos e nas articulações. Segundo dados da Organização Pan-Americana da Saúde (OPS), a dengue afeta a cada ano cerca de 100 milhões de pessoas em todo mundo.

Continue lendo sobre o tema:
Receitas caseiras são ineficazes contra a dengue
Diabéticos e hipertensos correm mais risco com a dengue

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.