Tamanho do texto

Empresa é investigada por rompimento de próteses em caso que afetou até brasileiras

Jean-Claude Mas, fundador da PIP
AP
Jean-Claude Mas, fundador da PIP
O fundador da empresa que fabricou os implantes mamários defeituosos PIP, Jean-Claude Mas, foi detido nesta quinta-feira na localidade de Six-Four, na região da Côte d'Azur francesa, indicaram fontes da investigação.

A empresa está no centro de um escândalo mundial, que diz respeito a milhares de mulheres em inúmeros países, por causa da fabricação de implantes mamários com material de baixa qualidade, o que facilita o rompimento e pode trazer consequências graves à saúde feminina.

SIGA O IG SAÚDE NO TWITTER

A investigação é comandada desde o mês passado pela juíza de instrução de Marselha Annaïck Le Goff por homicídio e ferimentos culposos.

Na França, onde as autoridades sanitárias aconselharam a retirada dos implantes, foram constatados 20 casos de câncer, embora ainda não possa se estabelecer uma relação de causa-efeito.

No Brasil, as mulheres com histórico de câncer de mama e que são portadoras de próteses da marca PIP e também da marca Rofil poderão substituí-las gratuitamente caso haja alguma alteração nos exames, mesmo que os implantes ainda não tenham rompido.

Leia também:
Entenda o caso das próteses PIP e Rofil
Saiba onde trocar o silicone no SUS
Prótese rompida poderá ser trocada no SUS ou por plano de saúde
Os cuidados antes de colocar o silicone

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.