Tamanho do texto

Ministérios da Saúde e do Turismo orientam como deixar a doença longe do Carnaval

A estação mais quente do ano coincide com a época de maior risco de transmissão da dengue.

A proliferação do mosquito Aedes aegypti pode atrapalhar os foliões no Carnaval e, por isso, os ministérios da Saúde e do Turismo uniram-se para orientar os cuidados principais para evitar a doença.

Antes de sair de casa para a viagem, lembre-se:

- Não deixe nenhuma oportunidade para o vetor se proliferar: remova a água de vasos de plantas, deixe a caixa d´água tampada, retire a água de grandes reservatórios, como piscinas, e remova do ambiente todo material que possa acumular água (garrafas pet, latas, pneus).

São 19 Estados com possibilidade grande de epidemia em 2011 .

Se você vai viajar para estas regiões é importante:

- Hospede-se em locais que disponham de telas de proteção nas portas e janelas. O uso de mosquiteiros também é recomendado.

- Os especialistas aconselham também a adoção de medidas de proteção individual para reduzir o risco de infecção tais como: o uso de calças compridas, meias, sapatos fechados e repelentes.

Leia também : Como se proteger das picadas de insetos

Durante a viagem

- É preciso estar atento ao surgimento de alguns dos sintomas da doença como febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores pelo corpo e náuseas. Caso ocorra, procure imediatamente orientação médica e evite a automedicação. É importante procurar orientação médica ao surgirem os primeiros sintomas.

Para mais informações acesse: www.combatadengue.com.br .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.