Tamanho do texto

Pesquisa aponta ainda que 60% dos pacientes com esse tipo de tumor iniciam o tratamento muito tarde. Mas doença pode ser evitada

selo

Um levantamento do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) aponta que 95% dos casos de câncer de testículo atingem homens com até 35 anos.

O Icesp concluiu ainda que 60% dos pacientes atendidos no instituto com esse tipo de tumor iniciam o tratamento com a doença já em estágio avançado. Assim, é necessário utilizar a quimioterapia .

Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, o Icesp atende cerca de 150 pacientes com o problema por ano. Em 98% dos casos, os pacientes têm queixas de dor e aumento de volume testicular.

O tumor de testículo é raro e pode ser evitado. O Icesp afirma que o diagnóstico precoce é fundamental e extremamente eficaz para combater a doença.

“É essencial que os homens realizem o autoexame e fiquem atentos a qualquer anomalia na região dos testículos. Apesar de raro, o tumor existe e o diagnóstico precoce aumenta as chances de sucesso na luta contra a doença”, alerta o coordenador do setor de urologia do Icesp, Marcos Dall´Oglio.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.