Minha Saúde

enhanced by Google
 

Insuficiência renal aguda

Compartilhar:
Conteúdo exclusivo para o iG no Brasil e usado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos

Foto: ADAM

Anatomia do rim

Definição

A insuficiência renal aguda é a perda repentina da capacidade dos rins de retirar resíduos e concentrar urina sem perder eletrólitos.

Os rins são responsáveis por remover resíduos do corpo, regulando o equilíbrio de eletrólitos e a pressão sanguínea e estimulando a produção de glóbulos vermelhos.

Nomes alternativos

Falência renal; IRA

Causas, incidência e fatores de risco

Existem muitas causas possíveis para danos nos rins. Eles incluem:

  • Necrose tubular aguda (NTA)
  • Doença renal autoimune, incluindo:
    • Síndrome nefrítica aguda
    • Nefrite intersticial
  • Fluxo sanguíneo diminuído devido a pressão arterial muito baixa, que pode ser o resultado de:
  • Distúrbios que causam coágulos nos vasos sanguíneos dos rins:
    • Síndrome hemolítico-urêmica
    • Púrpura trombocitopênica trombótica (PTT) idiopática
    • Hipertensão maligna
    • Reação transfusional
    • Escleroderma
  • Infecções que lesam os rins diretamente como:
    • Pielonefrite aguda
    • Septicemia
  • Complicações da gravidez, incluindo:
    • Descolamento de placenta
    • Placenta prévia
  • Obstrução do trato urinário

Sintomas

  • Sangue nas fezes
  • Mau hálito
  • Fácil aparecimento de hematomas
  • Alterações de humor e estado mental
  • Apetite reduzido
  • Sensibilidade reduzida, principalmente em mãos e pés
  • Fadiga
  • Dor nos flancos (entre costelas e quadril)
  • Tremor nas mãos
  • Hipertensão
  • Sabor metálico na boca
  • Náuseas ou vômito que podem durar por dias
  • Hemorragia nasal
  • Soluços persistentes
  • Hemorragia prolongada
  • Convulsões
  • Movimentos lentos e pesados
  • Edema generalizado (retenção de líquido)
  • Edema de tornozelos, pés e pernas
  • Alterações na micção:
    • Diminuição no volume de urina
    • Micção noturna excessiva
    • Interrupção total da micção

Exames e testes

Muitos pacientes têm edema generalizado causado pela retenção de líquidos. O médico pode ouvir um sopro cardíaco, crepitações nos pulmões ou sinais de inflamação do revestimento do coração ao auscultar o coração e os pulmões com um estetoscópio.

Os resultados de laboratório podem mudar rapidamente (em questão de poucos dias a 2 semanas). Esses exames podem incluir:

O ultrassom renal ou abdominal é o melhor exame para diagnosticar a insuficiência renal, mas a radiografia abdominal, a tomografia computadorizada abdominal e a ressonância magnética abdominal podem mostrar se há um bloqueio no trato urinário.

Os exames de sangue também podem ajudar a revelar a causa subjacente da insuficiência renal. A gasometria arterial e o perfil metabólico podem mostrar acidose metabólica.

Tratamento

Uma vez encontrada a causa, o objetivo do tratamento é restaurar a função renal e impedir o acúmulo de líquido e resíduos no organismo enquanto os rins se curam. Geralmente é necessário passar a noite no hospital para o tratamento.

A quantidade de líquido que você ingere será limitada à quantidade de urina que você pode produzir. Você receberá instruções sobre o que comer ou não para reduzir o acúmulo de toxinas normalmente processadas pelos rins. Talvez sua dieta tenha que ser alta em carboidratos e baixa em proteína, sal e potássio.

Você pode precisar de antibióticos para tratar ou prevenir a infecção. Podem ser usados diuréticos para ajudar os rins a perder líquido.

Cálcio ou glicose/insulina serão administrados na veia para ajudar a evitar aumentos perigosos dos níveis de potássio no sangue.

Pode ser necessário diálise, e isso o ajudará a se sentir melhor. Nem sempre é necessário, mas pode salvar a sua vida caso os níveis de potássio estejam perigosamente altos. A diálise também será usada se houver alteração no seu estado mental, se você parar de urinar, desenvolver pericardite, retiver líquido em excesso ou não puder eliminar resíduos nitrogenados de seu organismo.

Grupos de apoio

O estresse de ter uma doença muitas vezes pode ser minimizado entrando em grupos de apoio onde os membros compartilham experiências e problemas em comum.

Evolução (prognóstico)

A insuficiência renal aguda potencialmente coloca a vida em risco e pode requerer tratamento intensivo. Entretanto, em geral os rins voltam a funcionar novamente dentro de várias semanas a meses depois que a causa é tratada.

Em alguns casos, pode-se desenvolver insuficiência renal crônica ou falência renal terminal. A morte é mais comum quando a falência renal é causada por cirurgia, trauma ou infecção severa em alguém com doença cardíaca, doença pulmonar ou AVC recente. Idade avançada, infecção, perda de sangue no trato intestinal e progressão da falência renal também aumentam o risco de morte.

Complicações

  • Insuficiência renal crônica
  • Danos ao coração ou sistema nervoso
  • Falência renal terminal
  • Hipertensão
  • Hemorragia intestinal

Ligando para o médico

Entre em contato com seu médico se a micção diminuir ou cessar, ou se tiver outros sintomas de insuficiência renal aguda.

Prevenção

O tratamento de doenças como hipertensão pode ajudar a prevenir a insuficiência renal aguda.

Referências

Clarkson MR, Friedewald JJ, Eustace JA, Rabb H. Acute kidney injury. In: Brenner BM, ed. Brenner & Rector's The Kidney. 8th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap. 29.

Todas as doenças
Ver de novo