Minha Saúde

enhanced by Google
 

Pólipos colorretais

Compartilhar:
Conteúdo exclusivo para o iG no Brasil e usado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos

Definição

Um pólipo colorretal é um crescimento que se projeta da parte interna do cólon ou do reto.

Nomes alternativos

Pólipos intestinais, pólipos - colorretais, pólipos adenomatosos, pólipos hiperplásicos, adenomas vilosos

Causas, incidência e fatores de risco

Pólipos do cólon e reto geralmente são benignos. Pode haver um único ou vários pólipos e eles se tornam mais comuns à medida que as pessoas envelhecem.

Foto: ADAM

Sistema digestivo

Ao longo do tempo, determinados tipos de pólipos, chamados pólipos adenomatosos, podem se desenvolver em câncer de cólon.

Outro tipo comum de pólipo encontrado no cólon é chamado de pólipo hiperplásico que geralmente não se desenvolve em câncer.

Pólipos maiores do que 1 centímetro oferecem um risco maior de câncer do que pólipos com menos de 1 centímetro.

Os fatores de risco incluem:

  • Idade
  • Histórico familiar de câncer de cólon ou pólipos
  • Um tipo de pólipo chamado adenoma viloso

Os pólipos também podem estar associados a alguns distúrbios herdados, abrangendo:

  • Polipose adenomatosa familiar
  • Síndrome de Gardner
  • Polipose juvenil
  • Síndrome de Lynch (HNPCC)
  • Síndrome de Peutz-Jeghers

Sintomas

Geralmente não há sintomas. No entanto, os seguintes sintomas podem ocorrer:

  • Dor abdominal (rara)
  • Fezes com sangue
  • Fadiga associada à anemia
  • Hemorragia retal

Exames e testes

Um exame retal raramente pode revelar um pólipo que pode ser percebido pelo médico. No entanto, o exame físico geralmente é normal.

Os testes que mostram pólipos incluem:

  • Enema de bário
  • Colonoscopia
  • Sigmoidoscopia
  • Colonoscopia virtual

Tratamento

Com o tempo, os pólipos adenomatosos colorretais podem se desenvolver em câncer e devem ser removidos. Na maioria dos casos, os pólipos podem ser removidos ao mesmo tempo em que uma colonoscopia é realizada. Para pacientes com pólipos, a colonoscopia de acompanhamento deve ser realizada em 3 a 5 anos para ver se os pólipos retornaram.

Raramente, para pólipos com um alto potencial de se tornarem cancerosos, o médico pode recomendar uma colectomia (remoção de uma parte do cólon).

Evolução (prognóstico)

A aparência de pacientes com pólipos colorretais é excelente, supondo que os pólipos sejam removidos. Os pólipos que são deixados para trás podem se desenvolver em câncer ao longo do tempo.

Complicações

Os pólipos podem causar hemorragia e com o tempo, podem se desenvolver em cânceres.

Ligando para seu serviço de assistência médica

Ligue para seu médico se tiver:

  • Fezes negras como piche
  • Sangue durante uma evacuação
  • Alteração nos hábitos do intestino

Prevenção

Foto: ADAM

Colonoscopia

Para reduzir o risco de desenvolvimento de pólipos recomenda-se:

  • Fazer uma dieta com baixo teor de gordura e muitas frutas, vegetais e fibra
  • Evitar fumar e ingerir álcool em excesso
  • Manter peso corporal normal

A colonoscopia previne o câncer de cólon removendo pólipos antes deles se transformarem em câncer. As pessoas com mais de 50 anos devem fazer uma triagem pela colonoscopia, o que possibilita o diagnóstico e o tratamento precoces. Isso pode reduzir as probabilidades de desenvolvimento de câncer de cólon e pelo menos ajudar a detectá-lo em seu estágio mais tratável.

Aqueles com um histórico familiar de câncer de cólon ou pólipos no cólon podem precisar ser triados em idade precoce. Consulte a frequência de exame físico para obter mais recomendações sobre como fazer um teste de triagem.

Referências

Lieberman DA. Clinical practice: screening for colorectal cancer. N Engl J Med. 2009;361(12):1179-1187., o intestino delgado e o intestino grosso.

Todas as doenças
Ver de novo