Minha Saúde

enhanced by Google
 

Tuberculose pulmonar

Compartilhar:
Conteúdo exclusivo para o iG no Brasil e usado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos

Definição

A tuberculose pulmonar (TP) é uma infecção bacteriana contagiosa que afeta principalmente os pulmões, mas que pode se disseminar para outros órgãos.

A tuberculose é uma doença bacteriana contagiosa que afeta principalmente os pulmões. A tuberculose pode se desenvolver após a inalação de gotículas infectadas lançadas no ar por uma tosse ou espirro de alguém infectado com Mycobacterium tuberculosis.

Foto: ADAM

Tuberculose nos pulmões

Causas, incidência e fatores de risco

A tuberculose pulmonar (TB) é causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis (M. tuberculosis). Você pode contrair TP ao inalar gotículas de ar provenientes de uma tosse ou um espirro de uma pessoa infectada. Essa é denominada TP primária. Nos Estados Unidos, a maioria das pessoas se recupera da infecção de TP primária sem mostrar mais evidências da doença. A infecção pode permanecer latente ou inativa (dormente) durante anos. No entanto, em algumas pessoas ela pode se manifestar novamente.

A maioria das pessoas que desenvolve sintomas de uma infecção de TP foi infectada pela primeira vez no passado. No entanto, em alguns casos, a doença pode se tornar ativa dentro de semanas após a infecção primária.

As seguintes pessoas apresentam maior risco de contrair a TP ativa:

  • Idosos
  • Bebês
  • Pessoas imunodeprimidas, por exemplo, devido a AIDS, quimioterapia ou medicamentos contra rejeição ministrados depois de um transplante de órgão

O risco de contrair TP aumenta se você:

  • Estiver em contato frequente com portadores da doença
  • Estiver malnutrido
  • Viver em condições de vida insalubres ou com aglomeração de pessoas

Os seguintes fatores podem aumentar a taxa de infecção de TP em uma população:

  • Aumento nas infecções por HIV
  • Aumento no número de desabrigados (ambiente de pobreza e má nutrição)
  • Aparecimento de cepas de TB resistentes aos medicamentos

Nos Estados Unidos, existem aproximadamente dez casos de TP em cada 100 mil pessoas. No entanto, as taxas variam drasticamente por área de residência e classe socioeconômica.

Foto: ADAM

Tuberculose miliar

Sintomas

Geralmente, o estágio primário da doença não causa sintomas. Quando os sintomas de TP pulmonar ocorrem, eles podem incluir:

  • Tosse (algumas vezes produzindo fleuma)
  • Tosse com sangue
  • Sudorese excessiva, especialmente à noite
  • Fadiga
  • Febre
  • Perda de peso involuntária

 Outros sintomas que podem ocorrer com essa doença:

  • Dificuldade para respirar
  • Dor no peito
  • Respiração difícil e ruidosa

Exames e testes

O exame pode mostrar:

  • Baqueteamento digital das mãos ou dos pés (em pessoas com doença avançada)
  • Nódulos linfáticos aumentados ou sensíveis no pescoço ou em outras áreas
  • Líquido ao redor do pulmão
  • Sons de respiração incomuns (estalidos)

Os testes podem incluir:

Tratamento

O objetivo do tratamento é curar a infecção com medicamentos que combatam a bactéria da TP. O tratamento de TP pulmonar ativa sempre envolverá uma combinação de vários medicamentos - geralmente quatro medicamentos. Todas as drogas devem ser continuadas até que os testes de laboratório mostrem quais medicamentos terão os melhores resultados.

Entre os medicamentos mais usados estão:

  • Isoniazida
  • Rifampicina
  • Pirazinamida
  • Etambutol

Entre outras drogas que podem ser usadas para tratar da TP estão:

  • Amicacina
  • Etionamida
  • Moxifloxacina
  • Ácido paraminossalicílico
  • Estreptomicina

Foto: ADAM

Tuberculose, avançada — radiografias do tórax

Você pode precisar tomar vários comprimidos em momentos diferentes do dia por 1 ano ou mais. É muito importante que você tome os comprimidos seguindo as instruções de seu médico.

Quando as pessoas não ingerem os medicamentos para tuberculose seguindo as recomendações, o tratamento da infecção se torna muito mais difícil.

A bactéria da TP pode se tornar resistente ao tratamento e, algumas vezes, os medicamentos não ajudam mais no tratamento da infecção.

Quando houver a preocupação de que um paciente não está tomando os medicamentos conforme a orientação, o médico pode precisar monitorar a pessoa para que ela tome os medicamentos prescritos.

É chamada de terapia diretamente observada. Neste caso, os medicamentos podem ser ministrados 2 ou 3 vezes por semana, conforme prescrito pelo médico.

Talvez, seja necessária a internação em um hospital por duas a quatro semanas para evitar a disseminação da doença para outros até passar a fase de contágio.

Por lei, o médico ou enfermeiro deve relatar a doença de TP à secretaria de saúde local. A equipe de assistência médica se certificará de que você receba a melhor assistência para o tratamento da TP.

Evolução (prognóstico)

Os sintomas podem melhorar de duas a três semanas. Uma radiografia do tórax mostrará esta melhora somente mais tarde. A perspectiva é excelente se a TP for diagnosticada precocemente e o tratamento for iniciado rapidamente.

Complicações

A TP pulmonar pode causar danos permanentes nos pulmões se não for tratada desde o início.

Os medicamentos usados para tratar a TP podem causar efeitos colaterais, incluindo problemas no fígado. Entre os efeitos colaterais estão:

  • Alterações na visão
  • Lágrimas e urina cor de laranja ou marrom
  • Erupções

Um exame de vista pode ser feito antes do tratamento para que seu médico possa monitorar as alterações na saúde de seus olhos ao longo do tempo.

Ligando para o médico

Quando ligar:

  • Caso você tenha sido exposto à TP
  • Se você desenvolver sintomas de TP
  • Caso os sintomas continuem apesar do tratamento
  • Se surgirem novos sintomas

Foto: ADAM

O ar é inspirado através das passagens nasais, percorre a traqueia, os brônquios e chega até os pulmões

Prevenção

A TP é uma doença que pode ser evitada, mesmo naqueles que foram expostos a uma pessoa infectada. O teste cutâneo (PPD) para TP é usado em populações de alto risco ou em pessoas que possam ter sido expostas à TP, como profissionais da área médica.

Um teste cutâneo positivo indica a exposição à TP e uma infecção inativa. Converse com seu médico sobre uma terapia preventiva. As pessoas expostas à TP devem ser submetidas ao teste cutâneo imediatamente e devem passar por um teste de acompanhamento em uma data posterior se o primeiro teste for negativo.

O tratamento imediato é extremamente importante para controlar a disseminação de TP daqueles que têm doença de TP ativa para aqueles que foram infectados com a doença.

Alguns países com alta incidência de TP fornecem a vacina BCG para prevenir a TP. No entanto, a eficácia desta vacina é controversa e não é usada rotineiramente nos Estados Unidos.

As pessoas que tomaram a BCG ainda podem passar por teste cutâneo para TP. Converse com seu médico sobre os resultados do teste, se forem positivos.

Referências

Iseman MD. Tuberculosis. In: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 345.

Todas as doenças
Ver de novo