Tamanho do texto

Especialistas ressaltam a importância da higiene como proteção contra o câncer peniano

selo

Especialistas ressaltam a importância da higiene como proteção contra o câncer peniano. “É um câncer erradicado em países desenvolvidos e que pode ser evitado com uma medida simples: água e sabão”, diz Aguinaldo Cesar Nardi, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

A limpeza merece atenção especial após as relações sexuais e a masturbação. A presença de fimose, quando o estreitamento na abertura do prepúcio (pele que reveste a glande) impede que ela seja exposta, dificulta a higienização. “Atrapalha na retirada do esmegma (líquido branco produzido naturalmente pelo organismo). Essa secreção pode causar uma irritação crônica, que pode levar ao câncer de pênis”, explica Antonio Augusto Ornellas de Souza, do setor de urologia do Inca.

Segundo Nardi, um estudo da SBU com 300 pacientes com câncer de pênis apontou que 87% dos doentes não foram operados de fimose.

“Entre os judeus circuncidados quase não há casos de câncer (pênis)”, explica. Os especialistas também alertam para os sintomas da doença. “Qualquer lesão no pênis precisa ser comunicada ao médico”, diz Souza. Verrugas, feridas, inflamações, descamação e manchas esbranquiçadas devem ser observadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.