Tamanho do texto

Sofrendo com severas dores abdominais, o homem foi ao hospital na última sexta-feira (25) e descobriu milhares de cálculos em sua vesícula biliar

As pedras foram todas retiradas, junto da vesícula biliar, o que acabou com as dores abdominais do indiano
Reprodução/Daily Mail
As pedras foram todas retiradas, junto da vesícula biliar, o que acabou com as dores abdominais do indiano


O cirurgião Amit Sharad Kele, do Hospital Krishna em Nashik, na Índia, foi designado para uma cirurgia de remoção de pedras na vesícula biliar no último sábado (26). Acostumado a realizar este procedimento, ele esperava retirar cerca de 20 cálculos do órgão de um homem, porém, quando iniciou a operação, descobriu que havia mais de quatro mil pedras dentro da vesícula.

Leia também: Indiano fica com chuveirinho preso no reto e tem de ser socorrido por médicos

“Normalmente, vemos de duas a 20 pedras, mas havia muito mais na vesícula dele. Quando contamos, descobrimos mais de 4,1 mil”, explicou o médico ao portal britânico Daily Mail   sobre a cirurgia, que durou duas horas e meia e livrou o indiano Yogesh Yeole de dores abdominais que o incomodavam há anos.

O paciente, que é dono de uma loja de computação, foi ao hospital na última sexta-feira (25) com severas dores na região do abdômen. Ele foi submetido a diversos exames como ultrassonografia, tomografia e testes para avaliar suas funções hepáticas, e também se havia inflamações no pâncreas.

“O ultrassom mostrou que uma única massa estava ocupando todo o órgão, já que nesse exame é difícil distinguir [as massas] de pequenas pedras ”, explicou Kele. “A tomografia acusou uma colecistite, um tipo de inflamação em vesículas biliares, mas não mostrou os cálculos porque eles são radiolucentes, ou seja, completamente transparentes para a radiação e quase invisíveis em raios-x”.

Ele foi encaminhado para uma operação de emergência e as pedras, que tinham de dois a quatro milímetros cada, foram removidas junto do órgão. Yeole está completamente recuperado e logo deve receber alta, por mais que o motivo da formação dos cálculos não tenha sido descoberto.

Leia também: Chinês é operado após inserir 34 ímãs no pênis por "diversão inspirada em pornô"

O que causa pedras na vesícula biliar?

Segundo o Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra (NHS), cálculos biliares são pequenas formações que, na maioria dos casos, não apresentam sintomas e nem precisam de intervenções médicas. Comuns em mulheres com mais de 40 anos, elas podem ser evitadas com   hábitos alimentares  adequados. 

Leia também: Cotonete preso há dois anos em ouvido é retirado com procedimento delicado

No geral, tais pedras na vesícula  são causadas por alterações na produção da bile, gerada pelo fígado para auxiliar na digestão. Elas só se tornam um problema quando ficam presas no ducto biliar, situação que pode levar a grandes episódios de dor, febre e icterícia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.