Minha Saúde

enhanced by Google
 

Nível elevado de triglicerídeos aumenta risco de AVC

Índice pode se tornar um marcador importante para doenças vasculares

Agência Estado | 10/03/2011 12:10

Compartilhar:

Foto: Thinkstock Photos Ampliar

Frutos do mar, como o camarão, são fontes de triglicérides

Muitas vezes deixado de lado por médicos e pacientes, o triglicerídeos pode se tornar mais um marcador de risco de doenças cardiovasculares e ter um peso tão importante quanto o colesterol na prevenção de um acidente vascular cerebral (AVC), o popular derrame.

É o que aponta um estudo dinamarquês que concluiu que ter no sangue altos níveis de triglicerídeos em jejum é tão perigoso quanto possuir colesterol elevado.

Leia também: Como controlar colesterol e triglicérides sem remédios

A descoberta indica que o triglicerídeos aumentado eleva os riscos de um AVC isquêmico - aquele em que há o entupimento do vaso por causa do depósito de placas de gordura, que bloqueiam o fluxo sanguíneo. Os triglicerídeos são partículas presentes em alimentos calóricos, como bolachas, bolos, massas, enlatados e frutos do mar.

Cerca de 80% dos triglicerídeos são resultado da alimentação e, por isso, podem ser tratados apenas com dieta balanceada. O colesterol, ao contrário, é produzido em boa parte pelo organismo e, para baixá-lo, é necessário fazer uso de medicação.

Os pesquisadores acompanharam 7.579 mulheres e 6.372 homens - todos mediram os níveis de triglicérides em jejum e de colesterol logo no início do estudo (1976-1978). Eles foram acompanhados por até 33 anos. Nesse período, 837 mulheres e 837 homens tiveram AVC isquêmico.

Segundo os pesquisadores, os resultados demonstram que o gradual aumento dos níveis de triglicérides foi associado ao maior risco de sofrer um AVC. As conclusões foram publicadas na Annals of Neurology.

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo