Tamanho do texto

Pesquisa do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo revela que um quarto dos pacientes operados lá têm menos de 50 anos

selo

O estudo mostra ainda que, do total de cirurgias oncológicas, a maioria é em mulheres, somando 51,5%. Na análise exclusiva dos que tem até 49 anos, o público feminino também é maioria, representando 64% dos casos.

De acordo com o levantamento, a principal especialidade cirúrgica utilizada é a urologia, responsável por 28% de todos os procedimentos realizados. Em seguida, estão as especialidades de cabeça e pescoço (11%), aparelho digestivo (8,5%), ginecologia (8,5%), mastologia (7%), toráxica (5%) e ortopédica (2%). Além disso, plásticas reparadoras são responsáveis por 8% dos procedimentos cirúrgicos.

O estudo mostra ainda que 30% dos pacientes submetidos a uma cirurgia de câncer têm mais de 70 anos; 27% têm entre 60 e 69 anos; e 24% têm entre 50 e 59 anos. Considerados jovens, os pacientes com menos de 50 anos somam 25% de todos os operados. A maior parte deles está concentrada na faixa etária de 40 a 49 anos (14%), seguida por aqueles que têm entre 30 e 39 anos (6%). Pacientes com idade entre 20 e 29 anos correspondem a 4% dos que foram submetidos à cirurgia e os que têm até 19 anos representam 2% dos operados.

"Esse levantamento mostra claramente que a ideia de que o câncer afeta somente os pacientes mais velhos está errada. É um número expressivo e por isso é sempre muito importante que as pessoas, independentemente da idade, façam os exames regularmente e procurem o médico de sua confiança sempre que notarem alguma anormalidade com a saúde", alerta o oncologista e diretor-geral do Icesp, Paulo Hoff.

Veja também:
Garfadas contra o câncer
Exercícios evitariam 25% dos casos de câncer de mama e cólon, diz OMS
Oncofitness: exercícios contra o câncer de mama

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.