Tamanho do texto

WASHINGTON - O presidente dos EUA, Barack Obama, disse nesta quinta-feira que vê pontos importantes para um possível acordo entre os democratas e republicanos sobre a reforma no sistema de saúde, apesar das diferenças.

"Existe na realidade concordância significativa em um grande número de pontos", disse Obama durante abertura da cúpula bipartidária sobre o tema, realizada após o presidente americano ter lançado na terça-feira uma nova proposta para a legislação.

AFP
Participantes reúnem-se em encontro bipartidário

Participantes reúnem-se em encontro bipartidário

O novo plano mistura os projetos de lei já aprovados no Senado e na Câmara de Representantes. A reforma da saúde é a principal bandeira legislativa de seu mandato.

A declarações foram feitas na Blair House, em frente à Casa Branca, onde o encontro bipartidário será realizado nesta quinta-feira durante seis horas. A discussão está sendo transmitida pela televisão nos EUA.

Em declarações na quarta-feira, Obama assegurou que esperava ver "uma boa troca de ideias" sobre a reforma sanitária. A reforma se encontra estagnada no Congresso depois que os democratas perderam a maioria absoluta no Senado, em janeiro.

AFP
Ativista defende assistência à saúde universal patrocinada pelo governo

Ativista defende assistência à saúde universal patrocinada pelo governo

Obama afirmou que espera que os republicanos apresentem no encontro suas sugestões para a reforma, que o líder assegura ser necessária para garantir a saúde econômica do país no futuro.

Segundo o programa da reunião, o encontro abordará quatro temas diferentes: o controle dos custos, a reforma dos seguros médicos, a ampliação da cobertura e a diminuição do déficit fiscal.

Com informações da Reuters e AFP

Leia mais sobre Barack Obama

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.