Tamanho do texto

Levantamento feito por órgão governamental estima que número de obesos supera os 72 milhões de pessoas

Mais de 72 milhões de adultos americanos, ou 26,7% são obesos, o que implica um aumento de 1 ponto percentual em apenas dois anos, divulgou nesta terça-feira (3/8) o governo norte-americano.

A obesidade tornou-se uma grande ameaça "para a saúde pública" e cada vez pior, afirmaram os Centros Para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, por sua sigla em Inglês).

Excesso de peso já atinge 72 milhões de norte-americanos
Getty Images
Excesso de peso já atinge 72 milhões de norte-americanos
"Precisamos de esforços intensos, grande e constante", disse o diretor do CDC, Thomas Frieden, em um comunicado oficial do órgão.

"Se não fizermos isso, mais pessoas ficarão doentes e morrerão de doenças relacionadas à obesidade, como doenças cardíacas, derrame, diabetes tipo 2 e certos tipos de câncer, uma das principais causas de morte", disse ele.

O CDC analisou dados da pesquisa nacional por amostragem Sistema de Vigilância de Fatores de Risco Comportamentais, que inclui 400 mil pessoas e recolhe informações sobre peso e altura, entre outras coisas.

Analisando os dados por estado, a agência constatou que 30% da população adulta de 9 estados americanos é obesa. Em 2000, nenhum estado reportou taxas de obesidade superiores a 30%.

No levantamento, peso e altura foram utilizados para calcular índice de massa corporal, ou IMC, que foi usado pelos médicos para medir a obesidade. Um IMC de 25 ou mais indica que uma pessoa está com sobrepeso e um de 30 ou mais que ela está obesa.

A pesquisa constatou que 2,4 milhões de participantes a mais admitiram ser obesos em 2009 em comparação com 2007, um aumento de 1,1 pontos percentuais. E o CDC alertou que este número provavelmente subestima o real, porque muitas vezes as pessoas mentem sobre sua altura e peso.

"As recentes estimativas de custos médicos anuais de montante a obesidade 147.000 milhões de dólares. Em média, os obesos gastam 1.429 dólares americanos mais do que pessoas de peso normal", segundo o relatório. Como nas pesquisas anteriores, Mississippi teve o maior número de obesos e o Colorado o menor.

O presidente Barack Obama fez da luta contra a obesidade uma prioridade de governo, nomeando sua esposa Michelle Obama e secretários do Gabinete para liderarem uma campanha contra a obesidade infantil, em particular.

"Pessoas de todas as comunidades devem ser capazes de fazer escolhas saudáveis, mas para fazer estas escolhas devem ter escolhas saudáveis", disse o Dr. William Dietz, do CDC.

* Por Maggie Fox

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.